sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Ação civil exige concurso em Olinda


CONTRATOS // Ministério Público de Pernambuco pede realização de seleção pública para substituir 1.342 cargos temporários no município

Aonda de concursos públicos acaba de ganhar um reforço na Região Metropolitana do Recife. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ingressou com uma ação civil pública contra o município de Olinda exigindo a realização de um concurso para o preenchimento de, no mínimo, 1.342 cargos em substituição a contratos temporários. O prazo máximo estabelecido para todas as fases (publicação do edital, realização das provas e contratação dos aprovados) é de 180 dias. De autoria da promotora de Justiça Allana Uchoa de Carvalho, a ação requer ainda que o município pare de fazer novos contratos temporários e, no final do prazo, não renove os que estão hoje em vigor.

"A prefeitura anunciou na Imprensa que iria fazer um concurso, mas até agora não saiu nada oficial. Temos que trabalhar com dados oficiais", disse a promotora, referindo-se à manchete do Diario do último dia 3 de novembro. Na ocasião, o secretário de Administração de Olinda, João Alberto Faria, declarou que o município faria um concurso para 1.021 cargos. Segundo Allana Uchoa de Carvalho, a ação é fruto de um procedimento de investigação iniciado em setembro do ano passado. "Recebemos denúncias de sindicatos e populares de que havia um excesso de contratos temporários em Olinda".

A ação está tramitando na Vara da Fazenda Pública de Olinda. A prefeitura tem agora um prazo de 72 horas para se pronunciar até a juíza Luciana Maranhão decidir se concede ou não o pedido de tutela antecipada. De qualquer forma, caberá recurso. Para Allana Uchoa de Carvalho, a prática de contratação de temporários virou regra em Olinda. "A Constituição prevê a utilização dos temporários só em casos excepcionais. Mas entre 2001 e 2007 foram assinados mais de 15 mil contratos, a maioria deles para funções de caráter permanente, que deveriam ser preenchidas através de concurso".

http://www.pernambuco.com/diario/2007/11/30/economia1_0.asp

Edital em andamento

O procurador-geral de Olinda, César André Pereira, enviou nota e conversou por telefone com o Diario rebatendo as acusações do Ministério Público. Segundo ele, uma Comissão de Concurso foi constituída em março e trabalha na elaboração do certame. "Hoje estive com a comissão. Eles estão concluindo o quantitativo de vagas e remetendo o processo para lançar o edital para a contratação da empresa que vai organizar o concurso para ingresso de pessoal no quadro permanente de servidores públicos", disse. Pereira confirmou que o concurso terá mais de mil vagas.

De acordo com o procurador-geral, "se o processo de licitação correr dentro dos prazos normais", o edital do concurso deve ser lançado entre janeiro e fevereiro. As provas seriam realizadas entre março e abril para a contratação dos aprovados no mês posterior. Ele disse que ficou "sem entender" a ação do Ministério Público Estadual. E lembrou que este será o quatro concurso a ser realizado pela atual administração municipal. Os outros ocorreram em 2001, 2003 e2006. Juntos, eles representaram cerca de 1,5 mil contratações.

César André Pereira declarou também que, com o próximo concurso, a área da educação não terá mais nenhum professor com contrato temporário. "Antes da atual gestão, a maioria dos professores da rede municipal era temporária". Segundo ele, Olinda ficou dez anos sem organizar um concurso público até 2001. Questionado sobre o atual número de empregados temporários trabalhando em Olinda, Pereira informou que eles seriam aproximadamente 2,5 mil. Já os servidores municipais efetivos ficariam em torno de 4,5 mil.

http://www.pernambuco.com/diario/2007/11/30/economia1_1.asp

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Ciclovia destruída

Solicito ao governo de Pernambuco, que tome providências no sentido de recuperar todo o trecho da ciclovia e do passeio da PE-15, destruída pela Copergás e DER, ao efetuar colocação da tubulação de gás natural. Não há fiscalização da faixa da ciclovia e nem da faixa de passeio, por parte do BPRV e nem do BPtran, pois atualmente os comerciantes estão invadindo a faixa de passeio e destruindo a ciclovia devido a estacionamentos irregulares de veículos. Ciclovia é para ciclista e passeio é para pedestres.

Josinaldo Pereira da Luz - Olinda

Confraria da Seresta


Zuza Miranda comanda hoje, a partir das 19h, no Cantinho da Sé, em Olinda, nova edição da Confraria da Seresta.

http://www.pernambuco.com/diario/2007/11/29/viver3_0.asp

Febraarte segue até o próximo domingo


Confira a programação

Até o próximo domingo (2), o Centro de Convenções, no Complexo de Salgadinho, em Olinda, é o palco de uma grande programação artística e cultural, a Feira Brasileira de Arte e Artesanato (Febraarte) que chega à sua segunda edição.

O objetivo do evento, que comercializa artesanato nacional e importado, é divulgar e contribuir para a valorização da cultura local, com foco no desenvolvimento econômico.

Além do artesanado exporto, os corredores do pavilhão ainda contam com a rádio Alto Falante, projeto desenvolvido na comunidade do Alto José do Pinho, em Casa Amarela, que levará ao ar, por meio de auto-falantes, uma programação bem pernambucana.

Os ingressos custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia entrada) e já podem ser comprados nos shoppings Recife, Guararapes e Paço Alfândega. Durante o evento, uma van fará o transporte gratuito de visitantes do Shopping Tacaruna para o Centro de Convenções, a cada 15 minutos.

Confira a programação completa da II Febraarte:

Quinta-feira (29):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Prefeitura
17h - Programação musical da Rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show do Rabecado

Sexta-feira (30):
14h - Programação musical da Rádio Alto Falante
16h - Desfile de Moda
17h - Programação musical da Rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show: do Boi Brasileiro
22h – Show: da Orquestra Contemporânea de Olinda

Sábado (1):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Desfile de Moda
17h - Programação musical da Rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show: Heraldo do Monte
22h – Show: Academia da Berlinda

Domingo (2):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Apresentação de Mamulengo
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show: A Roda
22h – Show: Orquestra Henrique Dias Olinda

Serviço:
II Feira Brasileira de Arte e Artesanato – Febraarte
De 23 de novembro a 2 de dezembro, no Centro de Convenções, em Olinda
Informações: (81) 3423.0107
da Redação do pe360graus.com

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Olinda: Serviço de táxis

Executado no banheiro de casa


O servente de pedreiro ainda tentou se esconder, o que não evitou sua morte
QUATRO homens são apontados como responsáveis pela morte de Alexsandro


LEOPOLDO MONTEIRO

A residência de número 18, localizada na rua São Jorge, na comunidade de São José, bairro de Nova Olinda, em Olinda, foi o cenário do crime que vitimou o servente de pedreiro Alexsandro dos Santos Barbosa, de 24 anos. O crime aconteceu anteontem, por volta das 20h. De acordo com informações passadas pela polícia, quatro desconhecidos invadiram o quintal da casa da vítima, enquanto dois homens bateram na porta da residência, invadiram e mataram o servente dentro do banheiro com vários tiros. A família do rapaz presenciou toda a ação dos assassinos, mas preferiu não conversar com a reportagem sobre o fato. O homicídio chamou a atenção dos moradores da localidade, que acompanharam o trabalho de perícia dos técnicos do Instituto de Criminalística (IC).

Para a polícia, ficou evidente que o crime tem característica de execução. Os assassinos cercaram a casa da vítima com a intenção de cometer o assassinato, segundo policiais. “O servente ainda tentou se esconder dentro do banheiro, porém foi encontrado pelos assassinos. Várias pessoas estavam dentro da casa, o que não intimidou a ação dos algozes, que foram ao local com o objetivo de tirar a vida de Alexsandro”, explicou o delegado da Força-Tarefa do Núcleo de Homicídios, Carlos Gilberto.

Ainda de acordo com Carlos Gilberto, a vítima era suspeita de ter participado de um homicídio na mesma localidade. “Temos conhecimento desse crime. Acredito que sua participação nesse assassinato pode ter ligação com o ocorrido anteontem”, acrescentou. O caso foi registrado pela Força-Tarefa do Núcleo de Homicídios e será investigado pela delegacia do distrito. O corpo foi periciado e encaminhado ao Instituto de Medicina Legal, em Santo Amaro.

http://www.folhape.com.br/

Última semana dos Corais Natalinos no Tacaruna

Com informações da assessoria

A temporada de corais do Tacaruna 2007 será encerrada neste Domingo (02) com a apresentação do sexteto Sal e Luz, cantando músicas natalinas e com temas de paz e esperança para o novo ano que virá. Desde a inauguração de sua decoração natalina no dia oito de novembro até hoje o Tacaruna trouxe um total de 15 corais locais.

Hoje (28) às 18h30 será a vez do Coral Alegre Cantante da Igreja dos Mormons, na Boa Vista. Seus 50 componentes serão regidos pelo Maestro Fernando Leite. O grupo apresentará cantos natalinos internacionais.

Amanhã (29) o Coro Presbiteriano Memorial da Igreja Presbiteriana Memorial de Piedade se apresenta às 20h. Sobre a regência de Jesiel Braga, 42 adultos cantarão músicas sacras e natalinas.

Sexta-feira (30), às 17h, o coral Mundo Novo, composto por 35 crianças e regido pela professora Ana Alves sobe ao palco. Às 19h30 será a vez do coral da Escola Froebel cantarão músicas do ciclo natalino e da MPB. O grupo composto por 20 crianças, na regência de Alexandre Paraíso
No sábado (1° de dezembro), os corais se apresentam a partir das 17h, iniciando pelo coro da Escola Santa Emília. Esse grupo será regido pelo maestro Fernando Furtado, que preparou 35 vozes para uma Cantata Natalina. Às 18h será o Coral Lurdinas composto por 22 crianças do Educandário Nossa Senhora de Lourdes. Às 19h o Coral Madrigal Aleph encerra as apresentações do dia.

No domingo, dia 2, a programação natalina do Tacaruna começa mais cedo. Às 16h os corais infantis Benilce Bezerra de Brito e o Marluce Macedo se unirão formando um coro de 80 vozes infantis cantando música sacra, natalina e algumas famosas, como Garota de Ipanema, da MPB. A partir das 17e30 será a vez do Coral Vida Bela. A Temporada Corais Natalinos-2007 será encerrada às 18h com a apresentação do o sexteto Sal e Luz.

http://www.folhape.com.br/

Olinda Arte em Toda Parte

SHOW: Artistas movimentam evento no Sítio Histórico a partir das 18h

Nem só de ateliês se faz a programação do 7º Olinda Arte em Toda Parte. Música, artes plásticas e performances se mesclam na programação do Mercado das Artes, diariamente, das 18h às 21h, no Eufrásio Barbosa, no Varadouro. A proposta é incentivar as pessoas a freqüentar o Sítio Histórico não somente nos finais de semana em que os ateliês dos artistas se abrem para o público e a iniciativa é bem convidativa, diga-se. Hoje, por exemplo, o duo instrumental Gilsinho e Michael Loveman abre a noite, seguido pelos malabaristas Huggo Mala e Pelo Seco. Por fim, pocket show com China, que há pouco lançou Simulacro, um dos CDs mais legais de 2007. Atenção para Sem paz e Canção que não morre no ar.

Na quinta, o Eufrásio recebe Você..., performance de Júnior Aguiar e Fernanda Soveral, seguida de Communis, outra performance, dessa vez do coletivo Casa de Marimbondo. Haverá, ainda, uma mostra de videoarte, uma outra performance, de Wolder Wallace, Dinheiro abatido... População abatida..., instalação de Júlio César da Silva,e a intervenção do criativo coletivo Branco do Olho. No final, jam session com a banda Os mufinos. Já na sexta, tem show com Geladeira Metal e pocket show com o samba envolvente de Zé Cafofinho e suas correntes. entrada franca. Informações: 3429-2134.

http://www.pernambuco.com/diario/2007/11/28/viver9_0.asp

ONGs apresentam trabalhos na Febraarte


A Cooperativa de Mulheres da Serra do Machado está com um estande no local

Jovens do Pityboama fazem apresentação de flauta nesta quarta, às 17h

Do JC OnLine

A II Feira Brasileira de Arte e Artesanato (Febraarte), que está sendo realizada até o dia 2 de dezembro no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, também é um espaço de cidadania. Organizações Não-Governamentais (ONGs) e entidades comprometidas com o bem-estar social têm mostrado seu trabalho durante a programação do evento.

É o caso do Pityboama - que na língua indígena tupi significa ajuda mútua. O projeto - de iniciativa do Shopping Center Tacaruna -, oferece aulas regulares de percussão (maracatu), flauta doce e teoria musical a jovens carentes do bairro de Santo Amaro, no Recife. Na Febraarte, o grupo teve a oportunidade e expor os frutos desse trabalho. Nessa segunda à tarde, houve apresentação dos jovens com flauta. Nesta quarta (28), o grupo volta a se apresentar na feira, às 17h.

A Cooperativa de Mulheres da Serra do Machado - distrito de Ribeirópolis, região Agreste de Sergipe, a 80 km da capital Aracaju - também marca presença na feira. Um estande montado no local revela toda delicadeza das peças de artesanato, que expressa a cultura e a dedicação das artesãs. O projeto recebe apoio da Fundação Pedro Paes Mendonça.

FEIRA - A Febraarte reúne, das 14h às 22h, mais de três mil expositores, entre artesãos, produtores e comerciantes, representantes dos 27 Estados brasileiros e de nove países. Os expositores estarão distribuídos em 475 estandes, que ocupam todo o pavilhão de feiras do Centro de Convenções (36 mil metros quadrados). O tema trabalhado nesta segunda edição é Engenhos de Açúcar de Pernambuco.

http://jc.uol.com.br/2007/11/27/not_155159.php

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Arte em Toda Parte: Transporte gratutito


Uma das novidades do Olinda Arte em Toda Parte este ano é que haverá transfer gratuito do estacionamento do Centro de Convenções para o Mercado Eufrásio Barbosa e retorno ao mesmo local, nos dias 01 e 02 de dezembro, das 15h às 21h. E para quem quiser conferir toda a programação do projeto, vans gratuitas sairão do Mercado Eufrásio Barbosa também nos finais de semana, fazendo todo o passeio de graça pelo roteiro cultural. Informações: (81) 3429-3594/3429-2134 ou www.olindaarteemtodaparte.com.br.

Foto: Google Imagem

http://sonialopes.com.br/

Alunos de projetos sociais expõem artesanato

Alunos de projetos sociais expõem artesanato no Olinda Arte em Toda Parte

Os alunos do projeto Agente Jovem de Olinda estão expondo trabalhos artesanais produzidos ao longo do ano. A mostra “Pelas suas mãos os jovens se mostram” faz parte do evento Arte em Toda Parte, realizado pela prefeitura do município.As 500 peças que compõem a mostra utilizam técnicas de mosaico, reciclagem, colagem, aplicação de sementes e grafitagem. Ao todo, 475 alunos participaram da confecção das peças.

A visitação está dividida em duas etapas: até este domingo (25) e nos dias 1º a 2 de dezembro, sempre das 15h às 20h.

“A partir do momento em que sua obra sai do núcleo de trabalho do programa e é apresentada para sociedade, abre-se uma porta para valorização da capacidade desse jovem", esclarece a gestora do Olinda Jovem, Cristina Ferreira Lima.

CIRCUITO
A mostra Olinda Arte em Toda Parte é um roteiro cultural criado para apresentar as obras de artistas que costumam produzir ou expor no município. Os trabalhos estão podem ser conferidos em bares, restaurantes, ateliês, museus, igrejas e outros espaços públicos e privados abertos gratuitamente à visitação.

No ano passado, mais de 30 mil pessoas visitaram o Sítio Histórico para conhecer as obras. Os nomes dos artistas passam a fazer parte de um catálogo dedicado ao evento.

Serviço:
Exposição “Pelas suas mãos os jovens se mostram”
Biblioteca Pública de Olinda – Avenida da Liberdade, n.º 100, Carmo
De 23 a 25 de novembro; e de 1º a 2 de dezembro
15h às 20h

Da Redação do pe360graus.com

http://pe360graus.globo.com/diversao360/matler.asp?newsId=110913

Febraarte segue até o próximo domingo


Febraarte segue até o próximo domingo; confira a programação

Até o próximo domingo (2), o Centro de Convenções, no Complexo de Salgadinho, em Olinda, vai ser palco de uma grande programação artística e cultural, a Feira Brasileira de Arte e Artesanato (Febraarte) que chega à sua segunda.

O objetivo do evento, que comercializa artesanato nacional e importado, é divulgar e contribuir para a valorização da cultura local, com foco no desenvolvimento econômico.

Além do artesanado exporto, os corredores do pavilhão ainda contam com a rádio Alto Falante, projeto desenvolvido na comunidade do Alto José do Pinho, em Casa Amarela, que levará ao ar, por meio de auto-falantes, uma programação bem pernambucana.

Devem passar pelo palco da II Frebraarte os músicos do Quarteto de Olinda, o rabequeiro Luiz Paixão, a sambista Alessandra Leão, a cirandeiras Filhas de Baracho, a Orquestra Henrique Dias e banda A Roda.

Os ingressos custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia entrada) e já podem ser comprados nos shoppings Recife, Guararapes e Paço Alfândega. Durante o evento, uma van fará o transporte gratuito de visitantes do Shopping Tacaruna para o Centro de Convenções, a cada 15 minutos.

Confira a programação completa da II Febraarte:

Terça-feira (27):
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Realização de leitura de Cordel
21h – Show: Alessandra Leão

Quarta-feira (28):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Apresentação do Pitibuama
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Show: Sérgio Cassiano
21h – Show: Filhas de Baracho

Quinta-feira (29):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Prefeitura
17h - Programação musical da Rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show do Rabecado

Sexta-feira (30):
14h - Programação musical da Rádio Alto Falante
16h - Desfile de Moda
17h - Programação musical da Rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show: do Boi Brasileiro
22h – Show: da Orquestra Contemporânea de Olinda

Sábado (1):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Desfile de Moda
17h - Programação musical da Rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show: Heraldo do Monte
22h – Show: Academia da Berlinda

Domingo (2):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Apresentação de Mamulengo
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show: A Roda
22h – Show: Orquestra Henrique Dias Olinda

Serviço:
II Feira Brasileira de Arte e Artesanato – Febraarte
De 23 de novembro a 2 de dezembro, no Centro de Convenções, em Olinda
Mais informações: (81) 3423.0107

da Redação do pe360graus.com

http://pe360graus.globo.com/

Olinda: Prestadores de serviço

Insegurança em Rio Doce

Insegurança em Rio Doce, em Olinda, muda rotina de moradores

O terminal de integração de Rio Doce, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife, facilita a vida de milhares de pessoas do bairro e de outras cidades que utilizam o transporte público. A reclamação dos passageiros é sobre a segurança nas ruas próximas ao local.

De acordo com os moradores destas vias, a maioria dos assaltos acontece em horários de maior movimentação de pessoas. “O fluxo é maior entre as 6h e 8h e 19h às 21h. Os bandidos se infiltram entre as pessoas e levam o que puderem carregar”, disse o digitador Alexandre Tomaz de Aquino.

Estudantes também são os principais alvos das investidas dos ladrões. Os alunos são assaltados no caminho para uma das diversas escolas na área. “A gente tem que sair mais cedo da aula para não correr tanto risco. E temos que evitar levar relógio e celular também”, disse o estudante José Firme.

O major Antônio Flávio Vieira, comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar e responsável pela área, informou que o efetivo é formado por 400 agentes. “Sabemos que é pouco, mas estamos unindo esforços para reforçar o policiamento na área”, disse. Ainda segundo ele, a população pode contribuir com a segurança no local fazendo denúncias através do telefone 3181.1720.

da Redação do pe360graus.com

http://pe360graus.globo.com/noticias360/matLer.asp?newsId=111009

Crime no Alto Nova Olinda

Servente é morto a tiros no banheiro, em Olinda

Do JC OnLine
Com informações da Rádio Jornal

Três desconhecidos invadiram uma casa na noite dessa segunda (26), em Olinda, Grande Recife, e mataram a tiros o servente Alessandro dos Santos Barbosa, 24.

O crime aconteceu na Rua São Jorge, no Alto Nova Olinda, em Águas Compridas. A vítima estava dentro da residência com o pai quando foi surpreendido e morto no banheiro de casa. O pai não foi ferido.

Há suspeita de que Alessandro estaria envolvido na morte do filho de um policial militar. O corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), após levantamento do Instituto de Criminalística (IC).


http://jc.uol.com.br/2007/11/27/not_155091.php

Olinda pede mais policiamento

Segurança: Peixinhos, Jardim Brasil e Vila Popular pedem mais policiamento

Moradores de Peixinhos, em Olinda, fazem um apelo às autoridades de segurança. Os assaltos são comuns no bairro. De acordo com os relatos no tópico Segurança do Cidadão repórter, as investidas são realizadas geralmente por dois homens em uma moto. "Gostaria de chamar a atenção da Delegacia de Peixinhos, pois a freqüência com que acontecem assaltos neste bairro é muito grande. Não podemos mais sair na rua, não podemos viver em paz, não podemos nem sequer sentar em frente à nossa casa!", reclama a internauta Julismille. Já Estephania Evre acrescenta os bairros de Jardim Brasil 1 e Vila Popular, também em Olinda, como outros alvos de assaltantes motorizados. "Eles estão agindo pela manhã cedinho e após as 18h", afirma.

http://www.pernambuco.com/diario/2007/11/27/urbana15_0.asp

Jogos dos Povos Indígenas


Olinda e Recife sediam jogos indígenas até este domingo

Índios de dezenas de tribos participam da 9ª edição dos Jogos dos Povos Indígenas, em Olinda e no Recife, até este domingo (1º). Os jogos têm como tema "Água é vida, direito sagrado que não se vende". O evento deve reunir, nas cidades pernambucanas, cerca de mil indígenas de 33 etnias, vindos de 11 estados do país. A pretensão é valorizar e fortalecer a cultura dos primeiros habitantes do Brasil, dando visibilidade aos esportes praticados pelas tribos.

As provas serão realizadas sempre em uma arena montada na praia do Bairro Novo, em Olinda.

Os Jogos dos Povos Indígenas são uma realização do Ministério do Esporte, Governo do Estado de Pernambuco e Comitê Intertribal de Memórias e Ciência Indígena, em parceria com os ministérios da Cultura, Educação, Justiça e Saúde, além da Funai, Prefeitura do Recife e de Olinda.

EVENTOS PARALELOS
Além dos jogos, haverá uma mostra do projeto Vídeo nas Aldeias. Os vídeos serão exibidos até a segunda-feira (2), sempre a partir das 18h30, no Parque do Carmo (Praça da Preguiça), em Olinda.

A cada dia serão exibidos três vídeos feitos pelas próprias tribos, um projeto que já completa 14 anos.

Já nesta quinta-feira (29), das 8h às 12h, acontece uma oficina de Capacitação para as etnias interessadas em participar do concurso, no Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães, no Recife, local de alojamento para os grupos.

Confira a programação para os próximos dias:

» Terça-feira (27)
8h: Futebol de Praia - Feminino, no Campo da Torre - Recife;
8h: Futebol de Praia - Masculino, no Campo da Torre - Recife;
9h: Fórum Social Indígena;
9h30: Entretenimentos Culturais - vendas artesanatos, pinturas corporais, no Ginásio Geraldão - Recife;
16h: Competição: Arco e Flecha (final) e Corrida de Tora (eliminatória), na Arena - Praia do Bairro Novo - Olinda
16h: Demonstração: Luta Corporais, Kagót e Katulaywa Arena, na Praia do Bairro Novo - Olinda
20h: Apresentações culturais indígenas e regionaism, no Ginásio Geraldão - Recife

» Quarta-feira (28)
8h: Futebol de Praia - Masculino, no Campo da Torre - Recife
8h: Futebol de Praia - Feminino, no Campo da Torre - Recife
9h: Forúm Social Indígena
9h30: Entretenimentos Culturais - vendas artesanatos, pinturas corporais, no Ginásio Geraldão - Recife
16h: Competição: Corrida de Velocidade (100 metros), na Arena - Praia do Bairro Novo - Olinda
16h Demonstração: Corrida de Tora, Akô, Peikrã e Jikunahiti, na Arena - Praia do Bairro Novo - Olinda
20h Apresentações culturais indígenas e regionais, no Ginásio Geraldão - Recife

» Quinta-feira (29)
8h: Natação e Canoagem Arena, na Praia do Bairro Novo - Olinda
9h30: Entretenimentos Culturais - vendas artesanatos, pinturas corporais, no Ginásio Geraldão - Recife;
15h30: Competição: Final de Corrida de Tora e Arremesso de Lança, na Arena - Praia do Bairro Novo - Olinda
15h30: Demonstração: Zarabatana, Peikrã e Katulaya, na Arena - Praia do Bairro Novo - Olinda
20h: Apresentações culturais indígenas e regionais, no Ginásio Geraldão - Recife

» Sexta-feira (30)
8h: Final do Futebol de Praia - Masculino, no Campo da Torre - Recife;
8h: Final do Futebol de Praia - Feminino, no Campo da Torre - Recife;
9h: Entretenimentos Culturais - vendas artesanatos, pinturas corporais, no Ginásio Geraldão - Recife;
15h30: Competição: Final de Cabo de Força, na Arena - Praia do Bairro Novo - Olinda;
15h30: Demonstração: Lutas Corporais Xinguanas, Kagót e Peikrã, na Arena - Praia do Bairro Novo - Olinda;
20h: Apresentações culturais indígenas e regionais Ginásio Geraldão - Recife

» Sábado (1º)
8h Competição: Corrida de Fundo (5.000 metros) Ginásio Geraldão - Recife
9h Entretenimentos Culturais - vendas artesanatos, pinturas corporais Ginásio Geraldão - Recife
17:30h Cerimônia de Encerramento Arena - Praia do Bairro Novo - Olinda

da Redação do pe360graus.com

http://pe360graus.globo.com/

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Passos de tartaruga

O Sítio Histórico de Olinda corre o risco de perder um dos maiores empreendimentos turísticos de sua história, o hotel Vila Mabruc, cujo projeto aguarda aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico, o Iphan. Passa-se mais de um ano sem que a idéia saia do papel e o empresário italiano Fabrizio Baccione, dizem envolvidos, pode desanimar do empreendimento por conta da demora burocrática.

O hotel seria voltado a clientes de altíssimo poder aquisitivo, a exemplo de apreciadores de antiguidades, da Europa e de outros continentes. Para pensá-lo, o empreendedor contratou Michel Asmussen, o mesmo do Fazano, Emiliano, L’Otel e Macsoud. A proposta seria conservar o traçado do casario olindense, que atraiu Baccione, mas dando-lhe confortos nos mínimos detalhes.

Paula Imperiano - Foco

http://www.folhape.com.br/

Crimes no Alto da Sé e Fortim

Um adolescente morre e outros dois ficam feridos em Olinda

Com informações de Grande Recife

Três adolescentes foram baleados na madrugada desta segunda-feira (26), em Olinda. O adolescente David Xavier de Oliveira Silva, 19 anos, foi atingido com tiros na cabeça e morreu. Seu corpo foi encontrado no Fortim. Já um casal de 17 e 16 anos, foi baleado no Alto da Sé. Eles foram encaminhados para o Hospital da Restauração.

A polícia suspeita que os crimes tenham relação já que ocorreram em horários e locais próximos. O corpo do adolescente David Xavier de Oliveira Silva foi recolhido para o Instituto de Medicina Legal (IML). O caso será investigado pela Delegacia de Olinda.

http://www.folhape.com.br/

Peixinhos: assassinado enquanto dormia

O autônomo Luiz Antônio Ramos de Souza, 31 anos, foi morto a tiros enquanto dormia em sua residência, no bairro de Peixinhos, Olinda. Segundo informações da polícia, por volta das 2h30 desta segunda-feira (26), dois homens teriam arrombado o portão da casa para em seguida executá-lo. No interior da residência de Luiz estavam ainda duas crianças de 2 e 5 anos de idade, além da companheira da vítima.

Uma equipe da Força-Tarefa do Núcleo de Homicídios registrou a ocorrência policial que, posteriormente, será remetida à Delegacia de Peixinhos para que o caso seja investigado. Após realizada a perícia criminal, o corpo de Luiz Antônio foi recolhido para o Instituto de Medicina Legal.

http://www.folhape.com.br/

Livro "Kanimambo" nas Quartas Literárias

Livro "Kanimambo", de Ivan Moraes Filho, será lançado nas Quartas Literárias

Com informações da assessoria

O jornalista, escritor e ativista de direitos humanos Ivan Moraes Filho lança, na próxima quarta-feira, dia 28 de novembro, às 19h, sua terceira obra literária. "Kanimambo - um ano em Moçambique" é uma coleção de relatos sobre o período em que o autor viveu naquele país africano, onde participou como voluntário num programa de educação sobre o HIV/Aids. Escrito há vários anos, o trabalho foi publicado com o apoio da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). O lançamento é parte do evento Quarta Literária, que acontece no Centro de Cultura Luiz Freire (Rua 27 de Janeiro, 181, Carmo, Olinda), sempre na última quarta-feira de cada mês. A entrada é gratuita.

Além de Kanimambo, a edição de novembro da Quarta Literária também terá a tradicional roda recital de poesias e ainda contação de histórias com Luciano Pontes e apresentação musical de reggae lançando o CD "Marcelo Santana Acústico". Quem chegar cedo ainda terá a oportunidade de experimentar uma couve moçambicana, preparada pelo próprio Ivan.


Serviço
Quartas Literárias
Onde: Centro de Cultura Luiz Freire (Rua 27 de Janeiro, 181, Carmo, Olinda)
Quando: Quarta-feira, dia 28 de novembro de 2007, às 19h.

Entrada gratuita
Preço do livro: R$ 30,00
Informações sobre o evento: Silvana Menezes (81.3301 5242)

http://www.folhape.com.br/

Arte aquece economia


- Movimento em bares, lanchonetes e restaurantes durante o projeto tem um incremento médio de 30% comparado com períodos normais. Obras de arte são comercializadas com descontos de até 40% -

Por Redação SL

imagem-09-olinda.jpgA 7ª edição do projeto Olinda Arte e Todo Parte que vai até o dia 2 de dezembro, deverá aquecer a economia do Sítio Histórico da cidade que completa este ano 25 anos como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. As obras de arte sairão com preços até 40% menores e a previsão é de um incremento 30% maior em bares, restaurantes e lanchonetes.

A proprietária do restaurante Dom Francisco, Norma Siqueira Canetta, considera o Olinda Arte em Toda Parte uma das iniciativas mais positivas para movimentar e aquecer o comércio do Sítio Histórico de Olinda. “Se a cidade tivesse pelos menos uns três eventos como esse depois do carnaval, estaríamos sempre com o nosso segmento aquecido. Para o comércio daqui, o projeto propicia sempre aumento nas vendas, movimenta desde restaurantes e bares como o comércio ambulante também”, avaliou a empresária.

Como o projeto expõe obras de arte em bares, restaurantes, pousadas, igrejas, ateliês e espaços públicos da cidade, uma das principais atrações turísticas do Estado, consegue arregimentar mais gente que aproveita para conhecer os trabalhos e adquirir as obras que são vendidas em média com 40% de desconto. A opções podem ser conferidas nas mostras de cerca de 400 artistas. Telas, esculturas, peças de artesanato, também são encontrados e podem ser adquiridas nos diversos espaços espalhados pelo Sitio Histórico.

No Olinda Arte em Toda Parte poderão ser encontradas desde desenhos em postais feitos com nanquim e resina vendidos a R$ 5,00 a telas que são comercializadas normalmente a R$ 450,00, mas no evento podem ser adquiridas a R$ 380,00. “Como são muitos artistas e opções diversas, clientes e apreciadores querem mais é levar para casa uma dessas obras e quando existe diversidade, há também variedade nos preços que são negociados diretamente com os autores, sem o atravessador, e a negociação leva os objetos de arte a ficarem em média 40% mais baratos”, destacou um dos coordenadores do Olinda Arte em Toda Parte, Luiz Barbosa. O evento movimenta também os negócios do trade turístico como hotéis, pousadas e agências de turismo. “Esperamos superar os 30 mil visitantes da edição do projeto ano passado. A previsão é de um público em torno de 40 mil pessoas. Esta é uma época boa para vendas, já que sugestões de presentes para o final do ano não vão faltar nos diversos pontos de exposição”, lembra Carol Ferreira, também da coordenação geral do Olinda Arte em Toda Parte.

http://sonialopes.com.br/index.php/2007/11/26/arte-aquece-economia/

Patrimônio de quê?

Olinda não é o patrimônio da humanidade, e sim o patrimônio do lixo e das invasões, pois a faixa de passeio está totalmente ocupada por barracas.. Solicito que esta Prefeitura tome providências no sentido de retirar as barracas, bares, oficinas, serralharia, borracharia, etc. Passeio é para pedestre.

Josinaldo Pereira da Luz - Olinda

http://www.pernambuco.com/diario/2007/11/26/Cartas.asp

Impossível é aquilo que não se tenta



Dia 3 de dezembro de 2006. Marcos (foto), 24 anos, levantou cedo, deu comida aos seus cachorros, varreu o quintal, tomou café, deu uma orgulhosa olhadinha básica no seu Fiat Uno, que comprou há uma semana. Primeiro dia de férias do trabalho na empresa M.Dias Branco, da qual é vendedor, e também de confraternização, pelo fim do ano letivo, com colegas da Faculdade UVA onde estuda Marketing. E lá foi ele, acompanhado da namorada, Rafaela, grávida de seis meses do primeiro filho dos dois, e da irmã mais velha Cidinha, portadora de Síndrome de Down que, na sua ingenuidade, adora passear. Até ali, o dia foi de muita alegria.

Por volta das 16h30, encerrada a confraternização, que aconteceu num sítio, da área rural de Olinda, ali mesmo em Ouro Preto, onde mora a família, Marquinhos leva Rafaela e Cidinha em casa. Depois, retorna ao local para dar uma carona a quatro amigas que estão sem carro. Elas moram em Casa Amarela. No caminho, recebe ligação de um dos amigos que havia saído antes. Convidava-o para tomar uma “saideira”, junto com outros colegas da faculdade, no bar Rei do Jabá, que fica na Mangabeira, caminho onde obrigatoriamente teria de passar. Ele parou e mais ou menos 20 minutos depois toda a sua vida mudou, ou melhor, quase acabou.

O grupo sofreu uma tentativa de assalto, na calçada onde funciona o bar. Ninguém reagiu, somente uma das moças correu em busca de auxílio e Marcos foi baleado na cabeça, altura do ouvido direito. O projétil alojou-se nas duas primeiras vértebras da coluna cervical e ele chegou ao Hospital da Restauração com pressão arterial zero. Foi ressuscitado e na madrugada do dia 4 transferido para a UTI do Hospital Português, sem nenhuma esperança de sobreviver. Se por acaso isso acontecesse, os prognósticos eram de que ficaria tetraplégico e dependente de respirador artificial. O que se confirmou.

Longos meses de sofrimentos, lágrimas, tristezas, esperanças da família e dos amigos. Entretanto, as palavras dos médicos eram desanimadoras. A única condição de ele sair do respirador artificial e da UTI seria submeter-se a uma cirurgia para implantar um marcapasso diafragmático. O equipamento custa uma pequena fortuna e, mesmo assim, não havia médico especialista para realizar o procedimento. Na opinião da médica que o acompanhava, “não seria possível a realização da cirurgia, primeiro porque a família não tem posses, depois por não ter médico para fazê-la”. O sonho era literalmente, na opinião dela, impossível.

Pesquisas na internet resultaram na localização de um neurocirurgião paulista que havia realizado algumas cirurgias experimentais, em 1992. Contatado, dispôs-se a operar Marcos, não sem antes prevenir dos efeitos colaterais, dos altos custos e da necessidade de transportá-lo para São Paulo, em UTI aérea. O risco era justificável. Injustiça seria deixá-lo confinado ao leito de UTI enquanto sobrevivesse, sofrendo toda sorte de riscos de infecções e complicações, que fatalmente o levariam a morte, depois de sobreviver por milagre. Ter enfrentado uma primeira cirurgia para fixação da cabeça, durante sete horas.

Uma luz no fim do túnel: um especialista nos Estados Unidos, como alguns outros conterrâneos, utilizando técnica diferente do médico brasileiro, realiza o procedimento com total êxito já há alguns anos. Mas, e o dinheiro para bancar todos os custos de onde viria?

A família recorre ao ministro da saúde, que encaminha o apelo ao SUS, que por sua vez reencaminha para a Secretaria Estadual de Saúde, que nega o tratamento cirúrgico alegando que o custo-benefício não justificava gastar uma quantia tão elevada. A vida de Marcos não valia nada para os burocratas, que se valeram até de um falso laudo para eximir-se da responsabilidade.

O assaltante, um desocupado, perverso, não conseguiu levar os celulares que estavam em cima da mesa do bar. Ele aguardava em liberdade julgamento por homicídio qualificado, desde 1999. A agressão deu-se na via pública. Pela vida de Marcos, a única saída da família seria buscar a Justiça, acionando o Estado pela falta de segurança pública, dever constitucional. Aí começa a via-crúcis.

Especialista em Responsabilidade Civil, professora da disciplina e advogada, Luciana Browne sensibilizou-se com a história de Marcos e resolveu assumir a causa sem cobrar honorários. Durante quatro meses, sob a orientação da professora, algumas de suas alunas do Curso de Direito formaram um grupo de estudos para pesquisar a doutrina e jurisprudência de casos semelhantes. A inicial da ação, juntamente com os anexos, resultou num calhamaço de mais de cem páginas, a que se deu entrada, no Tribunal de Justiça do Estado, em 18 de julho de 2006 e foi distribuída para a 3ª Vara da Fazenda Pública do Recife, com pedido de urgência, por se tratar de saúde, de um deficiente físico e o bem ameaçado ser a vida.

Infelizmente, quase um mês depois, em 15 de agosto, a juíza Clara Maria de Lima Callado, nega a antecipação de tutela pedida e a liminar que possibilitaria a Marcos submeter-se à cirurgia. O desespero tomou conta dos familiares e amigos, pois, traqueostomizado, ele já havia sofrido inúmeras infecções, paradas cardíacas e outras complicações próprias do quadro da tetraplegia. A divulgação pela imprensa deu notoriedade ao caso, reforçando uma campanha de arrecadação de fundos para a cirurgia, em andamento desde o mês de junho. Cds, rifas e bazares vinham sendo realizados com a ajuda de doações pela comunidade, mas insuficientes para atingir os cerca de 300 mil reais necessários. Só o marcapasso, importado, custa 100 mil dólares.

Inconformada com a decisão da juíza, Dra. Luciana entra com um agravo de instrumento, em segunda instância, pleiteando a reforma. O Estado afirma que não tem bola de cristal para adivinhar onde vão ocorrer eventos violentos, como assaltos, homicídios, latrocínios, etc. e que o paciente pode perfeitamente viver o resto da vida confinado num hospital, no respirador artificial, sem que isso represente risco de vida. Nega-se a custear o procedimento. Pura heresia!

A luta continua! A espera e a ansiedade acabam com os nervos de todos, mas tudo é recompensado quando, em 11 de outubro, o desembargador João Bosco Gouveia de Melo, da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), concedeu a liminar determinando que o Estado pague a cirurgia imediatamente, sob pena de multa diária de dois mil reais. A despeito de todos os apelos feitos ao governador Eduardo Campos, cuja caixa de email foi congestionada por milhares de mensagens, os procuradores do Estado, em 26 de outubro, quase vencendo o prazo, recorrem da liminar, entrando com um agravo regimental. Mais desespero, mais lágrimas, mais tristezas.

Finalmente, nesta segunda-feira, 12 de novembro , quase quatro meses depois, a família e amigos de Marcos puderam comemorar. O desembargador João Bosco, em decisão terminativa, resolve pelo não-seguimento do recurso do Estado, justificando : “ NEGO seguimento ao presente recurso porque manifestamente incabível, mantendo-se a decisão impugnada em todos os seus termos”.

Agora, não cabe mais qualquer recurso. A comemoração, a alegria chegou, enfim, ao coração de todos que vêm torcendo por Marcos, nestes onze meses de sofrimento. Que venha a cirurgia, que venha Marcos de volta à vida, a sua casa, aos seus amigos. Ele, que é órfão de pai e mãe, resiste bravamente, todo esse tempo, alimentado pela esperança na justiça divina, de poder criar e educar seu filhinho Gilberto Neto, hoje com 8 meses, como um homem de bem, na fé cristã, porque confia : Deus é fiel! Obrigada aos que estiveram ao nosso lado, incentivando, colaborando, dando o melhor de si. Obrigada aos que creram que Deus existe e que a vitória chegaria. A nossa resposta àquela médica e a todos que não acreditaram é só uma : impossível é aquilo que não se tentou.

Gercina Primo

Agenda eclética hoje no Eufrásio Barbosa

A programação cultural do projeto Olinda Arte por Toda Parte, que movimenta o Mercado Eufrásio Barbosa (Varadouro) diariamente, a partir das 18h, terá uma noite dedicada à literatura de cordel, grafite, break e performance.

Destaque para a participação da "Cangaceira do Cordel" Rivani Nasário. Ela declama seus cordéis no palco em frente ao mercado. Outros artistas da noite são Rafael Sorrer (poesia), Júnior Jox (grafite), Rosas Urbanas e Nação Break (break) e as bandas Dom Jardel e Le Bustier en Décadence

Da Redação do PERNAMBUCO.COM, com informações do Diario de Pernambuco

Pelo fim da violência contra a mulher

Ato público oferece atendimento a vítimas de violência de gênero em Olinda

Nesta segunda-feira (26), o Centro de Referência da Mulher Márcia Dangremon (CRM) realiza, em sua sede, um ato público pelo fim da violência contra a mulher. Haverá panfletagem pelas ruas de Olinda e será realizada também uma como feira de artesanato com aplicação de massagem terapêutica às mulheres que participarem do evento. O ato marcará a passagem do Dia Internacional pelo Fim da Violência contra a Mulher, que aconteceu no último domingo (25).

O Centro de Referência Márcia Dangremon presta atendimento jurídico, psicológico e de assistência social a mulheres vítimas de violência doméstica.

Serviço:
Centro de Referência Márcia Dangremon
Endereço: rua do Sol, 349, Carmo, Olinda.
Telefones: (81) 3429-2707 / 0800 281 2008

da Redação do pe360graus.com

http://pe360graus.globo.com/

A programação da Febrearte


Confira a programação da II Febraarte, no Centro de Convenções

Até o próximo domingo (2), o Centro de Convenções, no Complexo de Salgadinho, em Olinda, vai ser palco de uma grande programação artística e cultural, a Feira Brasileira de Arte e Artesanato (Febraarte) que chega à sua segunda.

O objetivo do evento, que comercializa artesanato nacional e importado, é divulgar e contribuir para a valorização da cultura local, com foco no desenvolvimento econômico.

Além do artesanado exporto, os corredores do pavilhão ainda contam com a rádio Alto Falante, projeto desenvolvido na comunidade do Alto José do Pinho, em Casa Amarela, que levará ao ar, por meio de auto-falantes, uma programação bem pernambucana.

Devem passar pelo palco da II Frebraarte os músicos do Quarteto de Olinda, o rabequeiro Luiz Paixão, a sambista Alessandra Leão, a cirandeiras Filhas de Baracho, a Orquestra Henrique Dias e banda A Roda.

Os ingressos custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia entrada) e já podem ser comprados nos shoppings Recife, Guararapes e Paço Alfândega. Durante o evento, uma van fará o transporte gratuito de visitantes do Shopping Tacaruna para o Centro de Convenções, a cada 15 minutos.

Confira a programação completa da II Febraarte:


Segunda-feira (26):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Apresentação do Pitibuama
17h - Programação musical da rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h – Show: Quarteto Romançal

Terça-feira (27):
14h - Programação musical da Rádio Alto Falante
16h - Música e Qualidade
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Realização de leitura de Cordel
21h – Show: Alessandra Leão

Quarta-feira (28):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Apresentação do Pitibuama
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Show: Sérgio Cassiano
21h – Show: Filhas de Baracho

Quinta-feira (29):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Prefeitura
17h - Programação musical da Rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show do Rabecado

Sexta-feira (30):
14h - Programação musical da Rádio Alto Falante
16h - Desfile de Moda
17h - Programação musical da Rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show: do Boi Brasileiro
22h – Show: da Orquestra Contemporânea de Olinda

Sábado (1):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Desfile de Moda
17h - Programação musical da Rádio Alto Falante
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show: Heraldo do Monte
22h – Show: Academia da Berlinda

Domingo (2):
14h - Programação musical da rádio Alto Falante
16h - Apresentação de Mamulengo
19h - Apresentação do Conservatório Pernambucano de Música
20h - Leitura de Cordel
21h - Show: A Roda
22h – Show: Orquestra Henrique Dias Olinda

Serviço:
II Feira Brasileira de Arte e Artesanato – Febraarte
De 23 de novembro a 2 de dezembro, no Centro de Convenções, em Olinda
Mais informações: (81) 3423.0107

da Redação do pe360graus.com

domingo, 25 de novembro de 2007

Recife x Olinda

Gostaria de esclarecer que é lamentável a situação dos Olindenses. Fico a imaginar como é bom morar no Recife, que tem ruas asfaltadas com qualidade, ótima iluminação e tudo o mais que a cidade conta, inclusive, um ótimo prefeito que está atento às reclamação em todos os sentidos. Já em Olinda, a prefeita não ouve a população, pois vive recebendo verbas, como para a reforma de tantas avenidas que se encontram em estado precário, que apenas são iniciadas, gerando a pergunta que fica na cabeça dos olindenses: será que veremos a conclusão das mesmas? Só vemos anúncio de verbas e nada é feito de fato e concluído. Acredito que com a aproximação das eleições ano que vem, teremos obras eleitoreiras à vontade e depois o abandono se seguirá, como nestes oito anos de mandato.


Jorge Beltrão - Olinda/PE

http://www.folhape.com.br/

Servente de pedreiro assassinado

O servente de pedreiro Klédson Araújo de Melo, de 27 anos, pegou um táxi - um gol branco de placa KGG 9572 - por volta das 3h30 com um amigo e duas mulheres. Os passageiros subiram no veículo em Caixa D'água, Olinda, e foram abordados por um motoqueiro quando estavam passando pela segunda perimetral do Jardim Brasil 5.

O motoqueiro emparedou o taxista e desferiu vários tiros contra Klédson. O amigo e as duas mulheres fugiram do local.

http://jc.uol.com.br/2007/11/25/not_154933.php

Ateliês do Olinda Arte em Toda Parte

Veja a lista dos principais ateliês do Olinda Arte em Toda Parte

Do JC OnLine

Obras de arte poderão ser conferidas em bares e restaurantes, hotéis, pousadas, museus, igrejas, e nos 120 ateliês espalhados na cidade alta dentro do projeto Olinda Arte em Toda Parte. Confira a lista dos principais ateliês participantes.

»Amparo 71
(Zeferino, Letícia Camurça)
Ferro, solda, modelagem, fusing e vidro
R. do Amparo, 71, Amparo
Fone: (81) 3439.7220

» Ana Santiago
(Ana Santiago)
Técnica mista
R. de São Bento, 199, Varadouro
Fone: (81) 3052.0680

» Anahata
(A Jesumary)
Modelagem em argila
R. Manoel Borba, 174, Milagres
Fone: (81) 9207.5214

» Annacardium ocidentales
(M. Sette, Thato Azevedo, Robinson Barreto)
Técnica mista
Estrada do Bonsucesso, 241, Bonsucesso
Fone: (81) 3227.0657

» Art Indígena
(Índio Boro)
Arte Indígena
R. Prudente de Morais, 223, Carmo
Fone: (81) 9968.5200

» Arte & Maloca
(JCL Friedrich, Jacaré,Paula Andrade, Marcos Lemos, Solange Unruh, Phillippini, Braz Marinho, Iramarai)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 183, Amparo
Fone: (81) 3429.7811

» Arte de Fazer Arte
(Cristina Santana, Valmir Andrade, Marília Andrade, George Andrey, Telmo Santana)
Mista, talha e escultura em madeira
R. Prudente de Morais, 355, Carmo
Fone: (81) 3429.6681

» Arte em Couro
(Chico Mota)
Artesanato em Couro
R. Prudente de Morais, 394, Carmo
Fone: (81) 3439.8575

» Arte Graças Box 8
(Arte Graças, Tetê Art, Neide Santana)
Técnicas variadas
R. Bernardo Vieira de Melo, 55, Varadouro
Fone: (81) 3429.2979

» Arte Russell
(Roberta Pessoa, Gleice Alves, Jacqueline de Paula)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 27, Amparo
Fone: (81) 8764.7566

» Artes & Brexó
(Cátia Campos, André Persi, J.Correia, José Luis)
Óleo sobre tela, esculturas em cerâmica
R. de São Bento,179, Varadouro
Fone: (81) 3439.8004

» Artes dos Cacos
(Cássia Gomes)
Reciclagem e pintura em tecido
R. Alto do Bonfim, 262, Carmo
Fone: (81) 9147.7263

» Ateliê 385
(Lourdinha)
Técnica mista
R. do Amparo, 385, Amparo
Fone: (81) 3052.1391

» Ateliê 176
(Roberta Buarque Caminha, Fred Menezes)
Técnicas em madeira, óleo sobre tela
R. Henrique Dias, 176, Varadouro
Fone: (81) 3439.1941

» Ateliê 184
(Marília Lacerda, Maritza Lacerda, Marisa, Romero Lacerda)
Técnicas variadas
R. de São Bento, 184, Varadouro
Fone: (81) 3429.2721

» Ateliê 278
(Uiara C. Lima)
Óleo sobre Tela
R. Prudente de Morais, 278, Carmo
Fone: (81) 3429.5568

» Ateliê 4 Cantos
(Cosete Câmara Cor 7)
Pintura acrílica sobre tela
R. Prudente de Morais, 451, Carmo
Fone: (81) 3429.0899 / 3429.1989

» Ateliê a 4 Mãos
(Ráguia, Claudionete Lira, Estelina Lira, Elizângela Arquiteta das Palafitas, Thiago Brás, Joaz Silva)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 17, Amparo
Fone: (81) 3493.9740

» Ateliê Alves Dias
(Alves Dias)
Cerâmica refratária
R. Bica dos Quatro Cantos, 30, Varadouro
Fone: (81) 3439.5268

» Ateliê Amarelo
(Antonio Peyri, Romero Marques, Rilei, Sombra, Naziazeno, Hudson da Conceição)
Pintura a óleo e acrílica
R. 13 de Maio, 312, Varadouro
Fone: (81) 9688.9921

» Ateliê Ana Novais
(Ana Novais)
Papier maché - esculturas
R. 27 de Janeiro, 219, Carmo
Fone: (81) 9144.3746

» Ateliê Arte Reciclada
(Paulo Carneiro)
Reciclagem
R. Saldanha Marinho, 256, Amparo
Fone: (81) 3429.7151

» Ateliê da Barbearia
(Timóteo, Newton Alves, Rejane Trindade, Nazaré Reis, Marisa Reis, Antenor Vieira, Birukoff, Márcia Terra, AF, Kaia Góes, Crinaldo Reis, Ester Brito, Flávia Sulamandra, Betânia Régis)
Técnicas variadas
R. Prudente de Morais, 444, Carmo
Fone: (81) 3429.7751

» Ateliê da Deise
(M. Lima, Deise)
Acrílica sobre tela, tinta de tecido sobre tela
Ladeira da Sé, 25, Carmo
Fone: (81) 3493.6048

» Ateliê de Arte – FR
(Fábio da Rocha, Cristina MacDowell, Jeims Duarte, Rogério Silva, Sandra Silva)
Técnicas variadas
R. Bernardo Viera de Melo, 157, Varadouro
Fone: (81) 9973.5062

» Ateliê Fátima Leal e Graça Leal
(Graça Leal, Fátima Leal)
Policromia, técnica mista e restauração em gesso
R. do Amparo, 94, Amparo
Fone: (81) 3439.2418

» Ateliê João Andrade
(João Andrade, Arthur Luiz)
Madeira com acrílica, pedra calcária e madeira
R. 13 de Maio, 235, Varadouro
Fone: (81) 3439.9666

» Ateliê Pedro Dias
(Pedro Dias, Karina Agra, Guimarães)
Técnica mista, acrílica sobre tela, óleo sobre tela, cerâmica
R. 13 de Maio, 194, Varadouro
Fone: (81) 3429.0937

» Ateliê Planeta terra
(Cecinha, E. Fernandes)
Guache sobre casca de palmeira imperial, óleo sobre tela
R. do Amparo, 285, Amparo
Fone: (81) 3429.6119

» Ateliê Zé Som
(Zé Som)
Digital, acrílica sobre tela, eucatex
R. de São Bento, 213, Varadouro
Fone: (81) 9267.7058

» Atelier 101
(Tony Bittencourt)
Técnica mista sobre tela
R. 27 de Janeiro, 101, Carmo
Fone: (81) 9611.5032

» Atelier 257 / Atelier AJWK – Graffit
(Jonas Gonzaga e Catelo)
Luminárias em PVC e grafite
R. do Amparo, 257, Amparo
Fone: (81) 3429.5612

» Atelier 258 - Ivone Mendes
(Ivone Mendes)
Óleo e acrílica sobre tela
R. Prudente de Morais, 258, Carmo
Fone: (81) 3429.1583

» Atelier Cavani
(Lúcia Cabral)
Acrílica sobre tela
R. Bernardo Vieira de Melo, 90, Carmo
Fone: (81) 3439.0876

» Atelier das Artes
(Lucas, Elizabete, Baccaro, Devignola e E. Graciliano)
Acrílica sobre tela, escultura em pó de mármore e resina, pintura à óleo e acrílica
R. de São Bento, 225, 1° andar, Varadouro
Fone: (81) 3439.3106

» Atelier de Artes Plásticas
(Alexandrino, Tati Souza, Júnior Carvalho, Edson Bezerra)
Técnicas variadas
R. Manoel Borba, 424, Carmo
Fone: (81) 8603.1701

» Atelier de Gina
(Gina)
Óleo sobre tela
R. Henrique Dias, 145, Varadouro
Fone: (81) 3493.5060

» Atelier Didier
(Didier)
Bico de pena - papel nanquim
R. do Sol, 137, Carmo
Fone: (81) 3429.4730

» Atelier Dido Pereira e Janny
(Dido Pereira, Janny)
Escultura em coqueiro e costura em tecido
R. do Amparo, 289, Amparo
Fone: (81) 3439.5528

» Atelier Lautréamont
(Valdir Brito, Cipriano Sánchez)
Cerâmica vitrificada, óleo sobre tela
R. Henrique Dias, 201, Varadouro
Fone: (81) 3439.9705

» Atelier TCR
(Tereza Costa Rego, Laura Francisca)
Acrílica sobre eucatex e tela
R. do Amparo, 242, Amparo
Fone: (81) 3429.2008

» Bertioga
(Rachel Rangel, Beto Bailey, Sarah Caroline, Pino, G. Monteiro, Beto Kaun)
Técnicas variadas
R. Bertioga, 288, Carmo
Fone: (81) 3439.3026

» Bicho Preguiça
(Ivana Milosev, Carolina Pinheiro)
Óleo sobre tela, acrílica sobre tela
R. do Amparo, 135, Amparo
Fone: (81) 3439.8115

» Byll di Olinda
(Waximam Chaves de Aguiar, Byll di Olinda, Noeli Pordeus, Igor Pordeus, Olinda Aguiar)
Técnicas variadas
R. Cel. Joaquim Cavalcante, 555, Varadouro
Fone (81) 3493.1805

» Caminho das Artes
(Shirley Lins, Adriana Alliz, Jessica Martins, Muirá Belém)
Técnicas variadas
R. de São Bento, 212, Varadouro
Fone: (81) 3439.9597

» Cantinho da Adacy
(Adacy Alves)
Escultura e pintura em palha de côco
R. 13 de Maio, 333, Varadouro
Fone: (81) 3053.5264

» Casa 351
(Rodrigo Dubeux)
Óleo sobre tela
R. Prudente de Morais, 351, Varadouro
Fone: (81) 3494.0517

» Casa de Bajado
(Deda de Bajado)
Acrílica sobre eucatex
R. do Amparo, 186, Amparo
Fone: (81) 3429.6840

» Castelo Branco
(Dora)
Artesanato e montagem de bijuterias
R. 13 de Maio, 257, Varadouro
Fone: (81) 3439.9636

» Chico Mota
(Eleonora Dobbin, André Valença, Mané Cláudio)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 177, Amparo
Fone: (81) 9682.5509

» Di Farias
(Di Farias)
Acrílica sobre tela
R. Bernardo Vieira de Melo, 151, Carmo
Fone: (81) 9192.3265

» Diana Carolina
(Diana Carolina)
Pintura em tecido - objetos em tecido
R. do Amparo, 97, Amparo
Fone: (81) 3494.8087

» Dona Maria
(Brahma, Maha, Julieta, Maria di Lyra, Crol Crol, Sara Paixão)
Técnicas variadas
R. 27 de janeiro, 111, Carmo
Fone: (81) 3429.4890

» Edilma Cavalcanti
Técnicas variadas
R. 15 de novembro, 141, Varadouro
Fone: (81) 3439.9545

» EDYVALENÇA
(EDYVALENÇA, Jacquel)
Acrílica sobre tela, óleo sobre tela
R. Prudente de Morais, 249, Carmo
Fone: (81) 3493.9740

» Esculturas
(Adolfo, Otávio Guilherme)
Escultura em madeira, fotografia
R. Prudente de Morais, 270, Carmo
Fone: (81) 3439.7354

» Espaço 21
(Mariza Prado, LA)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 21, Amparo
Fone: (81) 3052.4721

» Espaço Coletivo 10
(Roberto Correia, Fabiano Pereira, Bastinha e Antonieta Cavalcanti)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 241, Amparo
Fone: (81) 8775.9063

» Espaço Criação
(Lionel Pierre Leon)
Ourivesaria
R. Prudente Morais, 292, Carmo
Fone: (81) 3494.4028

» Espaço Cultural Bodega de Veio
(Maria Clara CGS, Leonardo Filho e Tuíra)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 198, Amparo
Fone: (81) 3429.0185

» Espaço Cultural Phenix de Olinda
(Simone Simonek, Magaly Maia, Mariazinha Cavalcanti, Dadá Andrade, Neco de Olinda)
Técnicas variadas
R. Prudente de Morais, 256, Carmo
Fone: (81) 3439.8561

» Galeria 3 Galeras
(Memem Amorim)
Tinta sobre tecido – livre
R. de São Bento, 205, Varadouro
Fone: (81) 3439.4397

» Galeria Silvia Sereno
(Silvia Sereno, Alda Rosa, Lívia Aguiar, Pedro Souza, Wilson Luiz)
Técnicas variadas
R. Prudente de Morais, 324, Carmo
Fone: (81) 3053.2125

» Gilka Guimarães
(Gilka Guimarães e Celecina Monteiro)
Acrílica sobre tela e óleo sobre tela
R. Prudente de Morais, 367, Carmo
Fone: (81) 3053.6984

» Guita Charifker
Aquarela em papel e óleo sobre tela
R.Saldanha Marinho, 206, Amparo
Fone: (81) 3429.1758

» Ivonaldo
Acrílica sobre Tela
R. 27 de Janeiro, 133, Carmo
Fone: (81) 3429.1983

» J. Calazans Artes Plásticas
(J. Calazans, M. Fátima, Rubem Trindade e Elyana Leão)
Técnicas variadas
Ladeira da Misericórdia, 155, Carmo
Fone: (81) 3493.0132

» Kátia Ondina
(Kátia Ondina, Maria Fachini, Fernando Kehrle, Gecris, Mariângela, Ana e Carol)
Técnicas variadas
Ladeira da Sé, 225, Carmo
Fone: (81) 3439.2627

» Luciano Pinheiro
Gravura, pintura, aquarela, desenho
R. Bispo Coutinho, 828, Alto da Sé
Fone: (81) 3429.0232

» Luiza Gomes Art
(Eunice Albuquerque e Luiza Gomes)
Pintura em tecido, óleo sobre tela e aplicação
R. de São Bento, 170, Varadouro
Fone: (81) 9957.0810

» Mais que 3
(Elúzia Varella, Marisa Varella, Goretti Varella e C. de Fátima)
Pintura em porcelana e óleo sobre tela
R. 13 de Maio, 15, Varadouro
Fone: (81) 3052.2044

» Maria Crocheteira
(Myrtes Raposo, Carol Raposo, Julia Larré, João Rygaard e Simone Souto Maior)
Técnicas variadas
R. Bernardo Vieira de Melo, 68, Carmo
Fone: (81) 3053.5093

» Marina Mendonça
Cerâmica
R. do Amparo, 293, Térreo, Amparo
Fone: (81) 8847.9150

» Marise Cirne
Pintura sobre vários suportes
R. Bernardo Vieira de Melo, 24, Carmo
Fone: (81) 3429.6566

» Mell Academia
(Euraquitan)
Pintura sobre tela e relevo sobre madeira
R. de São Bento, 284, Varadouro
Fone: (81) 3439.3720

» Multi Artes Atelier
(Cosmus, Dido Santos, Elias Manoel, Sócrates Mesquita, Paulo Lima, R. Ramos, Carlos Muniz, Luiz Sena, Sandro Felix, Gustavo De Luca, Edilene Santos)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 109, Amparo
Fone: (81) 9145.0392

» Nino Ferreira
Acrílica sobre tela
R. do Sol, 255, Carmo
Fone: (81) 3439.2948

» Oficina das Artes
(J. Carlos, Caidé, Gisa Barros, Luiz Carlos, Sônia Lira, Sandra Lúcia, Marial Rodrigues, Lena Aguiar, Vani Mariss, Alê Oliveira)
Técnicas variadas
Ladeira da Misericórdia, 458-A, Carmo
Fone: (81) 3053.1927

» Oficina de Bonecos Gato no Telhado
(Célia Rodrigues)
Madeira de mulungu
R. Cel. João Lapa, 136, Varadouro
Fone: (81) 3439.0505

» Oficina do Corpo Confecções
(Zete e Morena)
Corte e costura e crochê
R. 13 de Maio, 232, Varadouro
Fone: (81) 9603.0124

» Olinda Olho D´Arte
(Roberta Frexeira, Marcos Alves, Jeff Parson, Bia Santos e Andréa Luna)
Técnicas variadas
R. 13 de maio, 29, Varadouro
Fone: (81) 3429.7584

» P. Alencar - Studio
(Pedro Alencar)
Técnica mista
R. Prudente de Morais, 340, Carmo
Fone: (81) 3439.6852

» Paulo Costa
Escultura em pedra calcária e madeira
R. Prudente de Morais, 339, Carmo
Fone: (81) 3439.6011

» Paulo Francisco
(Paulo Francisco, Leide Melo, Fábio Luna e Fátima Queiroz)
Técnicas variadas
R. da Boa Hora, 211, Varadouro
Fone: (81) 3439.1278

» Período Fértil
(Márcia Lima)
Moda masculina e feminina, figurinos, fantasias
R. 15 de Novembro, 164, Varadouro
Fone: (81) 3439.8926

» Petit Atelier Dalva Dias
(Dalva Dias e Amara)
Óleo sobre tela e criação de bijouterias com pedras, fios e metais
R. 13 de Maio, 325, Carmo
Fone: (81) 3439.7630

» Portal das Artes
(Fátima Ferreira, Hilda Brandão, Genival, J. Ângelo, Ros'art, Sônia Sarinho e Nilson Santos)
Técnicas variadas
R. Bernardo Vieira de Melo, 79-B, Carmo
Fone: (81) 3439.1449

» Princesa Isabel
(Verrat e Carlos Francisco)
Acrílica sobre tela e bonecos de pano
R. Bernardo Vieira de Melo, s/n° - box 12, Carmo
Fone: (81) 3493.9708

» Raphael
Óleo sobre tela
Trav. Joaquim Cavalcante, 36-A, Amparo
Fone: (81) 3429.1706

» Rê Rodrigues
Pintura à óleo e técnica mista
R. 13 de Maio, 299, Carmo
Fone: (81) 9931.9779

» Regina Carvalho
Técnicas variadas
Praça Alexandre Rodrigues de Senna, 361, Bonsucesso
Fone: (81) 3439.1844

» Ribeira Arte e Ofício
(Ypiranga Filho, Lourenço Ypiranga Neto, Valin Branco, Lubambo, J. Carlos, Fred Viana, Ana Veloso, Suzana Azevedo, Souza e Aline)
Técnicas variadas
R. Bernardo Vieira de Melo, 79, Carmo
Fone: (81) 3494.7788

» Rita Barreto Galeria
(Rita Barreto, Ana Fischer e Bibi Rebêlo)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 110, Amparo
Fone: (81) 3439.7339

» Roberto Lúcio
Técnicas variadas
R. do Amparo, 293, 1º andar, Amparo
Fone: (81) 3429.2141

» Salão e Atelier Edson Artes
(Edson Artes)
Pintura em alto relevo
R. São João, 360, Amparo
Fone:(81) 9117.3380

» Sé 171 Escritório de Arte
(Tiago Amorim, Marianne Peretti, José Barbosa, Angela Poluzzi e Valéria Alcântara)
Cerâmica esmaltada, ferro e vidro, entalhe policromada e aquarela
Ladeira da Sé, 171, Carmo
Fone: (81) 3439.1007

» Setartistas Ateliê e Grupo de Arte
(Ede Alves, Fátima Nunes, Kate Queiroz, Michelle Martinez, Letícia Coelho, Sônnia Ribeiro, Suzana Andrade, Silvana Maranhão)
Técnicas variadas
R. do Amparo, 32, Amparo
Fone: (81) 3052.0461

» Severino Borges
Xilogravura
Mercado da Ribeira, R. Bernardo Vieira de Melo, Box 07, Carmo
Fone: (81) 8838.7752

» Só Artes
(Cláudio Luiz Brito e Shirley C. Brito)
Óleo sobre tela
R. Bispo Coutinho, Box 2, Alto da Sé
Fone: (81) 3429.2679

» Sobrado
(Peregrino)
Xilogravura, óleo e acrílica sobre tela
R. 15 de Novembro, 119, Varadouro
Fone: (81) 3439.9601

» Sol Olinda Arte Mais
(Chico Índio e Solange Machado)
Madeira, acrílica e óleo sobre tela
R. do Amparo, 14, Amparo
Fone:(81) 3455.7652

» SurreOlinda
(Grazy)
Acrílica sobre tela
R. da Boa Hora, 175, Varadouro
Fone: (81) 9219.9498

» Tania Carneiro Leão
Acrílica sobre tela e técnica mista sobre papel
R. Bernardo Vieira de Melo, 03, Ribeira
Fone: (81) 3429.0833

» Tentáculos Oficina
(Luluca Guerra)
Acrílica sobre tela e eucatex
R. do Amparo, 32-A, Amparo
Fone: (81) 8611.2912

» Vila da Serpa
(Reginaldo Souza)
Reciclagem em papel maché e garrafas pet
R. do Amparo, 37, Amparo
Fone: (81) 3494.3321

» Vital de Negreiros
(Manu de Olinda)
Óleo sobre madeira
Mercado da Ribeira, R. Bernardo Vieira de Melo, Box 04, Carmo
Fone: (81) 3493.9708

http://jc.uol.com.br/2007/11/21/not_154584.php

Exposições do Olinda Arte em Toda Parte

Confira as exposições do Olinda Arte em Toda Parte

Do JC OnLine

Os ateliês e espaços culturais do Olinda Arte em Toda Parte estarão abertos ao público durante toda a semana, sobretudo nos dois finais de semana consecutivos do evento – dias 24 e 25 de novembro e 01 e 02 de dezembro, das 15h às 21h, quando vans farão o translado gratuito pelo circuito do projeto. Veja as exposições que fazem parte do evento.

» A Revolução das Mãos
(Grupo Nação Cabocla: Sirlene Avelino, Ângela Borges, Anderson Souza)
Exposição coletiva com diversas técnicas
R. 13 de maio, 29, Varadouro
Fone: (81) 3429.7584

» Arte na Barbearia
Exposição coletiva com diversas técnicas
R. Prudente de Morais, 444, Carmo
Fone: (81) 3429.7751

» Atelier Mojumbá
(Renato Ramos, Leni Ramos e Cícero Lins de Moura)
Família de artistas que trabalha com fabricação de instrumentos musicais, literatura de cordel e pinturas em tela
Ladeira da Sé, 24, Carmo
Fone: (81) 3053.5816

» Banco de Imagens de Pernambuco
Exibição de documentários e filmes
De 22 de novembro a 2 de dezembro, das 19h30 às 21h30
I Encontro dos Documentaristas do Nordeste
De 30 de novembro a 2 de dezembro, das 14h às 18h e das 19h30 às 22h
R. do Amparo, 252, Amparo
Fone: (81) 3429.6834

» Coletiva – Arte, Cultura e Moda
(Genus, Graça Rodrigues, Fábio Salgues, Maria Barros)
Av. Bernardo Vieira de Melo, 127, 2339, Varadouro
Fone: (81) 3432.0791

» Coletivo de Moda Teu Corpinho, Tua Carinha
(Alinhada por Caroline Monteiro; Andréa Tom; Baltazax por Cássio Bonfim; Quem-Te-Vestiu por Camila Guedes e Joana Pena)
Grupo de jovens estilistas independentes apresentando trabalhos de moda integrados à Arte
Ladeira da Misericórdia, 106, Carmo
Fone: (81) 9161.0767

» Comdio e Artes
Mostra de artesanato dos artistas da Associação de Idosos de Olinda
R. de São Bento, 328, Varadouro
Fone: (81) 8742.4708

» EMA – Espaço Moda e Arte
(Nilza Barros, Beto Lima, Lúcia Nunes, Cíclica, Madame Nuki, Dona Liete, Maria Augusta)
Exposição de roupas e acessórios
R. de São Francisco, 208, Carmo
Fone: (81) 3429.2966

» Espaço Paulo Carvalho
(Paulo Carvalho)
R. Prudente de Morais, 280, Carmo
Fone: (81) 3227.4105

» Estação Quatro Cantos – Arte
(Adriana Lopes, Anna Guerra, Betty Gatis, Carol Carvalho, Castanha, Chico Negromonte, Clarice D'Avila, Herventon Crisóstomo, Jairo Jordão, Leonardo Arcoverde, Marcílio Fernandes Lima, Marta Pontes, Massimo, Rosali Leão, Solange Abath, Sergio Esteban e Sílvia Motta)
Um espaço para artistas, novos e consagrados, acolhidos em um sobrado do século XVIII
R. Prudente de Morais, 440, Carmo
Fone: (81) 3429.7575

» Estação Quatro Cantos – Artesanato
(Adília Morais, Alexandra, Arnaldo Lopes, Fábio Leite, Fernando Viana, Gilvanete Bastos, Iara Tenório, Ivania Barreto, Kátia Cilene, Lourdes, Marcelo José Mendes, Paulo Caldas e Quézia Lopes)
Um espaço para ver, ouvir e dançar o frevo, além de conhecer o artesanato e a cultura de Pernambuco
R. Bernardo Vieira de Melo, 134, Carmo
Fone: (81) 3429.7575

» 3ª Exposição Escola Livre Olinda e Arte
Mostra de cerca de 13 artistas participantes da Escola Livre
R. de São Bento, 268, Varadouro
Fone: (81) 3439.9365

» Exposição Novos Olhares
Os alunos do curso de Bacharelado em Fotografia das Faculdades Integradas Barros Melo (Aeso) expõem imagens fotográficas revelando as singularidades do olhar fotográfico e a busca pelo retorno de uma poética do preto-e-branco
R. de São Bento, 200, 1° andar, Varadouro

» Exposição Oito
(Álvaro Caldas, Antônio Mendes, Mané, Fernando Areias, Peregrino, Thina Cunha, Margot Monteiro, Plínio Palhano)
Exposição coletiva envolvendo diversas expressões artísticas
R. 15 de novembro, 119, Varadouro
Fone: (81) 9673.0035

» O Homem da Meia-Noite
Exposição de arte, cultura e vídeos no Clube de Alegoria e Crítica O Homem da Meia-noite
Estrada do Bonsucesso, 132, Bonsucesso
Fone: (81) 3429.1326

» Oficina da Música
(Fausto Sobral)
Exposição de artigos de arte em couro
Ladeira da Sé, 211, Carmo
Fone: (81) 3439.8560

» Oficina de Bonecos Gato no Telhado
Exposição e espetáculo de bonecos em madeira
R. Cel. João Lapa, 136, Varadouro
Fone: (81) 3439.0505

http://jc.uol.com.br/2007/11/21/not_154583.php

Restaurantes do Olinda Arte em Toda Parte

Confira a lista de restaurantes do Olinda Arte em Toda Parte

Do JC OnLine

Com pratos inéditos, 23 bares e restaurantes participam do roteiro gastronômico do Olinda Arte em Toda Parte. Em alguns desses estabelecimentos, os visitantes poderão ainda conferir exposições de artistas locais. Veja a relação abaixo.

» Banana Split Gelados e Calientes
Sorvetes, cafés, sucos, doces e salgados
Praça do Carmo, Lj 5-D, Carmo
Segunda a sexta, das 8h às 22h e sábado e domingo, das 9h às 22h
Exposição: Roberto Vieira da Cunha – Pintura em tela e duratex

» Bodega de Véio
Mercearia, bebidas e frios
R. do Amparo, 212, Amparo
Fone: (81) 3429.0185
Seg. a sáb. das 8h às 23h e dom. das 8h às 14h
Prato especial: Mix de Frios Patrimônio Cultural

» Café Bordô
Cafés, doces, salgados e saladas
R. de São Francisco, 208, Carmo
Fone: (81) 3429.2966
Diariamente, das 9h às 21h
Prato especial: Cartema

» Café do Carmo
Cafés e refeições
Praça do Carmo, lj 5-A, Carmo
Fone: (81) 3439.7449
Diariamente, das 12h às 15h e 17h30 às 23h
Prato especial: Cuscuz recheado com Camarão Patrimônio

» Casa de Noca
Cozinha regional
R. das Bertiogas, 243, Carmo
Fone: (81) 3439.1040
Diariamente, das 11h à 01h
Prato especial: Macaxeira com Carne de Sol – 25 anos de Patrimônio

» Casa Maloca
Cozinha regional e internacional (alemã)
R. do Amparo, 183, Amparo
Fone: (81) 3429.7811
Diariamente, das 12h às 15h e 17h30 às 23h
Prato especial: Pizza “Zé Som”

» Château Brillant
Cozinha autêntica francesa
R. do Sol, 97, Carmo
Fone: (81) 3439.3675
Qua. a sáb. das 19h ao último cliente e sáb. das 11h30 às 15h.
Prato especial: Camarões_pitú@aloísiomagalhães.comrisoto.mousseline de mandioca.frevo

» Creperia de Olinda
Crepes e saladas
Praça Cons. João Alfredo, 168, Carmo
Fone: (81) 3429.2935
Diariamente, das 11h às 23h
Prato especial: Salada Patrimônio

» Don Francesco
Massa caseira italiana
R. Prudente de Morais, 358, Carmo
Fone: (81) 3429.3852
Seg. a sex. das 12h às 15h e das 18h30 às 23h; sáb. das 18h30 à 0h
Prato especial: Risoto di funghi Porcini

» Flor do Coco
Cozinha brasileira contemporânea
R. do Amparo, 199, Amparo
Fone: (81) 3439.1749
Dom. das 12h às 17h e das 19h às 23h; Seg. a qui. das 19h às 23h
Sex. e sáb. das 19h à 0h.
Prato especial: Gnocchi São José

» Fri-Sabor Praça de São Pedro
Sorvetes e lanches
R. Prudente de Morais, 212, Carmo
Fone: (81) 3439.8569
Diariamente, das 10h às 22h

» Kwetú
Cozinha internacional
R. Manoel Borba, 338, Carmo
Fone: (81) 3439.8867
Qua. a seg. das 18h à 0h e sex. a dom. das 12h às 16h
Prato especial: Filet de Peixe à Arte Moderna

» Licoteria Noctívagos
Licores
R. 13 de Maio, 3, Carmo
Fone: (81) 3439.6248
Ter. à dom. das 16h às 21h

» Marim gastronomia pernambucana
Frutos do mar
R. do Amparo, 157, Amparo
Fone: (81) 3429.8762
Qua. a seg. das 12h às 23h
Prato especial: Peixe na folha da bananeira com recheio de caranguejo à Aloísio Magalhães

» Mirante
Frutos do mar
R. Bispo Coutinho, 297, Alto da Sé
Fone: (81) 3439.1660
Diariamente das 12h à 0h
Prato especial: Peixada mista à Aloísio Magalhães

» Mourisco
Cozinha regional
Praça. Conselheiro João Alfredo, 07, Carmo
Fone: (81) 3429.1390
Diariamente, das 12h às 15h e das 19h até o último cliente
Exposição: Sylvia Pontual e Sandra Aguiar - Acrílica sobre tela e técnica mista

» Oficina do Sabor
Cozinha regional contemporânea
R. do Amparo, 335, Amparo
Fone: (81) 3429.3331
Ter. a qui. das 12h às 16h e das 18h à 0h
Sex. das 12h às 16h e das 18 à 1h
Sáb. das 12h à 1h e dom. das 12h às 17h
Prato especial: Jacamarão à Cícero Dias
Exposição: Claudyo Motta e Ana Longman – Acrílica sobre tela e técnica mista

» Olinda Art e Grill
Cozinha regional e frutos do mar
R. Bispo Coutinho, 35, Alto da Sé
Fone: (81) 3429.4339
Ter. a dom. das 12h às 23h
Prato especial: Peixe grelhado ao Gomes da Sé – Uma homenagem aos 25 anos de Patrimônio Histórico

» Olinda Sorvetes e Sucos
Sorvetes e sucos
R. de São Bento, 358, Varadouro
Fone: (81) 3429.1358
Ter. a qui. das 16h às 21h e sex. a dom. das 16h à 0h
Exposição: Alcino da Silva Ferreira – Técnica mista

» Patuá – Coisas do Mar
Regional contemporâneo
Estrada do Bonsucesso, 399, Bonsucesso
Fone: (81) 3055.0833
Seg. a qui. das 19h à 0h. Sex. e sáb. das 12h à 1h e dom. de 12h às 22h
Prato especial: Camarão Tombado
Exposição: Espaço Cultural Tibá – Alcindo Queiroz – Acrílica sobre eucatex

» Restaurante e Galeria Maison do Bonfim
Cozinha francesa
R. do Bonfim, 115, Carmo
Fone: (81) 3429.1674
Seg. das 18h à 0h; qua. a sáb.das 12h às 16h e das 18h à 1h; dom. das 12h às 21h
Prato especial: Filet de Saramunete com Tatenade e bolinhas de abobrinha em molho de tomate à Aloísio Magalhães
Exposição: Romero Andrade Lima – Acrílica sobre tela

» Sopas no Atelier
Sopas e comidinhas
R. 13 de Maio, 15, Carmo
Fone: (81) 3052.2044
Sex. a dom. das 17h às 22h
Prato especial: Bacalhau à Aloísio Magalhães

» Xinxim da Baiana
Comida baiana e regional
Praça do Carmo, 742, Carmo
Fone: (81) 9630.9533
Ter. a dom. das 17h às 3h
Prato especial: Arrumadinho “Eu subo ladeira”
Exposição: Silvana Nascimento – Acrílica sobre tela

http://jc.uol.com.br/2007/11/21/not_154580.php

Escola Clídio Nigro

Escola estadual

Gostaria de destacar a Escola Clídio de Lima Nigro, em Olinda, na qual o diretor e seus assessores vêm fazendo um bom trabalho frente à mesma. A escola precisa apenas de alguns reparos na rede física, mas como estamos sabendo, através da imprensa, o governo estadual estará em breve reformando a maioria das unidades e esperamos contar desde já para que nossa escola seja contemplada. Gostaria de destacar a atuação do secretário de Educação, Danilo Cabral, e do gestor da GRE Metro Norte, professor Sinésio e Elisaldo pela brilhante forma que vêm conduzindo as melhorias necessárias nas escolas. Estão de parabéns. Há muito tempo que não se via a Educação ser tratada com tanta seriedade e respeito como agora.

Jorge Beltrão - Olinda

http://www.pernambuco.com/diario/2007/11/25/Cartas.asp

Começam os Jogos dos Povos Indígenas

Adornados com óleo de massaranduba e penas de gavião, os guerreiros andam à frente das mulheres e crianças. Na cabeça, cocares de penas vermelhas e azuis. Junto ao peito, uma espécie de colar de linha branca. Amarrados aos calcanhares, chocalhos. A pintura do corpo, vermelha e preta, feita de urucum e jenipapo, não deixa dúvida. A noite é de festa.

Assim chegaram os índios Assurini, do sul do Pará, para a abertura da nona edição dos Jogos dos Povos Indígenas, ontem (24), na Praia do Bairro Novo, em Olinda (PE). Sob a lua cheia, pois, a competição segue o calendário lunar indígena e coincide com essa fase da lua, os Assurini cantaram o Hino Nacional. E deram ritmo à melodia com batidas de tacos de madeira chamados por eles de “taoarí”.


“É a primeira vez que participamos da competição”, disse o jovem Trakajé, 25 anos. Tímido, ao arrumar o adorno de madeira que usa na orelha chamado "botoque", fala que está ansioso para o início das disputas. E conta que quer participar das competições de arco e flecha, corrida de 100 metros e, claro, futebol. “Essas são as que a gente sabe mais”.

Trakajé promete empenho. Mas sabe que o importante não é vencer. “A gente fica muito tempo na nossa aldeia e aqui vamos saber um pouco como vivem os parentes”. Ele quer aproveitar também para discutir com outras etnias questões como saúde, preservação do meio ambiente e demarcação de terras. Haverá durante a competição ciclos de debates.

Do povo Paresi Haliti, habitante de Mato Grosso, Zenazokenaé, nome indígena, Evandro na língua dos brancos, aos 18 anos participa dos jogos pela primeira vez. Ele pretende se inscrever na competição de cabo de guerra e na apresentação de Xikunahity – uma espécie de futebol com bolas de látex em que os gols são feitos por cabeceios.

Ontem, Zenazokenaé acendeu tochas em torno da arena onde serão realizadas provas de algumas da dez modalidades em disputa por cerca de 30 etnias. A cada tocha, o público que lotou as arquibancadas aplaudia de pé. Como ocorreu durante uma prévia da corrida com toras, apresentada pelo povo Xavante. Com habilidade e força, os homens revezaram uma tora de buriti de120 quilos. As mulheres carregaram troncos de 100 quilos.

Para o ministro do Esporte, Orlando Silva, que esteve na abertura do evento, a participação do público será fundamental durante os dias de competição. “A beleza estará no que acontece nas arenas, nas manifestações culturais dos povos que aqui estão, mas, sobretudo na vibração da torcida”, disse. “Muitas pessoas terão contato com culturas de povos tradicionais pela primeira vez. O que para muitos era história, será vivenciado aqui”.

Da Agência Brasil

Oficina Guianases de Gravura


Movimento reuniu, na década de 70, artistas como João Câmara, Delano, Gil Vicente e Gilvan Samico, que produziram gravuras hoje consideradas históricas .Um espaço onde artistas renomados nacionalmente e iniciantes, reunidos em regime de sociedade civil, sem fins lucrativos, pudessem trocar experiências e produzir gravuras com grande apuro técnico e um controle rigoroso na qualidade de impressão. Tudo isso sem investimento do poder público, apenas com recursos dos próprios artistas e colaboradores. Utopia de hoje, esse lugar de fato existiu. O Olinda Arte em Toda Parte promove este ano a exposição Oficina Guaianases de Gravura – anos 70, de 23 de novembro a 2 de dezembro no Atelier das Artes, em Olinda, para homenagear este espaço, onde foram produzidas séries de gravuras de artistas de grande importância no cenário nacional, como João Câmara e Delano, seus fundadores. A maioria das imagens agora faz parte do acervo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

As mais de 50 imagens integrantes da exposição fazem parte do grupo de cerca de 2030 litogravuras, produzidas entre os anos de 1975 e 1980, que compõem a Coleção Histórica da Oficina Guaianases de Gravura. A coleção encontra-se, atualmente, na Biblioteca Joaquim Cardoso, no Centro de Artes e Comunicação da UFPE. Assinam algumas dessas obras, além dos fundadores da oficina, uma vasta lista de artistas plásticos de grande importância no cenário cultural brasileiro, como Gil Vicente, Gilvan Samico, Guita Charifker, Luciano Pinheiro, Romero Andrade Lima e Tereza Costa Rêgo, dentre muitos outros. A importância histórica da Guaianases faz com que toda a situação que surgiu a partir da sua criação seja considerada por alguns teóricos como um movimento artístico.

A Oficina Guaianases de Gravura nasceu na década de 70, mais exatamente em 1974, quando o artista plástico João Câmara, que havia adquirido prensas e pedras litográficas de uma antiga litografia industrial, instalou, junto com o também artista plástico Delano, uma oficina no bairro de Campo Grande, na rua Guaianases, no Recife. A idéia era formar uma sociedade em torno do trabalho de arte, por isso, o espaço era freqüentado por diversas pessoas, divididas em sócios artistas e sócios colaboradores.Constituída a sociedade, em 1979, a Guaianases passou a funcionar no Mercado da Ribeira, em Olinda, utilizando o salão para as diversas exposições e o subsolo para a oficina propriamente dita. Além das exposições na Ribeira, a Oficina Guaianases de Gravura realizou mostras coletivas de seus sócios em várias outras cidades brasileiras como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Salvador e Fortaleza.

A primeira série produzida pela Guaianases foi a Cenas da Vida Brasileira (1976), do próprio João Câmara. Ele pesquisou a técnica da litografia, modalidade de gravura que utiliza a pedra litográfica como matriz, e preparou Alberto de Souza Barros e Hélio Soares, dois impressores vindos da prática da litografia industrial, para trabalharem com impressão de obras artísticas. Eles eram responsáveis pela tiragem, que nesse tipo de técnica é geralmente um trabalho em dupla. Os artistas eram estimulados a gravarem eles mesmos suas matrizes, mas podiam contar com o apoio dos impressores ou de outros artistas. Atualmente, a UFPE mantém um site com cerca de 950 imagens das obras que tiveram sua veiculação autorizada. O sítio está em fase de finalização. Ainda serão inseridos o histórico do movimento e a biografia dos artistas plásticos.

Exposição Guaianases de Gravura – Anos 70 - litogravuras produzidas na Oficina Guaianases( 1975 a 1980) da Coleção Histórica da Oficina Guaianases (acervo UFPE) - Ateliê das Artes – R. de São Bento, 233, Varadouro - Até a 2 próximo - Seg. a sex., das 9h às 19h, sáb. e dom., das 15h às 21h - (http://www.ufpe.br/guaianases/)

Foto: Divulgação/ www.ufpe.br/guaianases

http://sonialopes.com.br/index.php/2007/11/23/oficina-guaianases/

Protesto contra a poluição no Beberibe

Moradores de Olinda fazem passeata em protesto contra poluição no Beberibe

Moradores do bairro de Passarinho, em Olinda, resolveram comemorar o Dia do Rio - este sábado (24) -, promovendo um ato público em defesa da preservação do rio Beberibe. No evento, os estudantes que participam de oficinas culturais promovidas pelo movimento Prometrópole vão realizar uma caminhada cujo ponto de partida será a margem esquerda do rio, próximo a Travessa da Colotina, também no bairro de Passarinho.

A passeata sai às 13h. Os 130 estudantes vão ao evento trajados de branco e munidos de tambores. Apresentações de teatro de fantoche abordando o tema da poluição, além de uma exposição fotográfica com registros antigos e recentes do lugar e uma mostra de artesanato, dão o tom cultural ao ato de protesto. As exposições tem início às 15h e término às 17h.

A população alega que o rio Beberibe já foi até utilizado no abastecimento da região do entorno dos municípios do Recife e Olinda. Atualmente, porém, a falta de infra-estrutura urbana em seu entorno, povoado atualmente de favelas sem saneamento básico, fez com que ele se tornasse um rio extremamente poluído.

da Redação do pe360graus.com

http://pe360graus.globo.com/

Multiplex Tacaruna faz promoção

Multiplex Recife e Tacaruna fazem promoção no fim do mês

Quem está contando as moedas para ir ao cinema, já pode marcar dia, filme e horário na agenda. Desta segunda-feira (26) até a quinta-feira (29), os cinemas da rede UCI - no Recife, os Multiplex Tacaruna e Recife - venderão ingressos para qualquer filme a R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia-entrada). O combo (com pipoca pequena, refrigerante de 350 ml e chocolate) sai por R$ 3,50.

O objetivo é promover mais cedo a alegria da criançada, que estará saindo de férias. Os valores promocionais terão validade apenas nos cinemas dos shoppings Recife e Tacaruna. Em cartaz, filmes como O Magnata, A Loja Mágica de Brinquedos e Deu a louca na Cinderela.

Durante esta promoção, as outras ofertas da rede ficam temporariamente suspensas.

da Redação do pe360graus.com

http://pe360graus.globo.com/

sábado, 24 de novembro de 2007

Feira de Artesanato em Olinda

Feira de artesanato movimenta Centro de Convenções

Do JC OnLine

Além do Olinda Arte em Toda Parte, o município sedia mais um evento de peso que vem para movimentar o setor durante mais de uma semana. Até o dia 02 de dezembro, o Centro de Convenções recebe a II Feira Brasileira de Arte e Artesanato (Febraarte). O evento reúne, das 14h às 22h, mais de três mil expositores, entre artesãos, produtores e comerciantes, representantes dos 27 Estados brasileiros e de nove países. Os expositores estarão distribuídos em 475 estandes, que ocupam todo o pavilhão de feiras do Centro de Convenções (36 mil metros quadrados).

O tema trabalhado nesta segunda edição é Engenhos de Açúcar de Pernambuco. O público vai conferir um autêntico engenho movido à tração animal numa área de 504 metros quadrados na área de exposição. Funcionará com a produção e comercialização de rapadura, alfenim, puxa-puxa, mel e caldo-de-cana. Também será recriada uma típica cozinha de engenho com objetos de cobre, bordados e rendas engomadas, mucamas, vestidas à moda colonial, que comercializarão doces e licores.

Além de palco de grandes negócios, a II Febraarte será local de apresentações musicais, desfiles de moda, oficinas de criação e exposições de peças de artesãos reconhecidos internacionalmente (ver programação). O público poderá conferir também a arte popular feita por outros nove países: Tunísia, Síria, Paquistão, Quênia, Peru, Bolívia, Índia, Indonésia e Turquia. Os produtos custam a partir de R$ 2 e o preço médio deverá ficar em torno de R$ 20.

A Febraarte deverá movimentar, de acordo com a organização do evento, cerca de R$ 3 milhões em negócios, 50% mais que na primeira edição (2005). No rol de expositores, há representantes de cerca de 80% dos municípios pernambucanos. O investimento para a realização da feira é de R$ 1,5 milhão.

A venda antecipada de ingressos eletrônicos (card pass) já foi iniciada, ao preço de R$ 4 (inteira) ou R$ 2 (estudantes, crianças até 12 anos, professores e idosos com mais de 60 anos). A partir desta sexta (23), será oferecido o translado gratuito de vans, saindo a partir das 14h do Shopping Center Tacaruna até o pavilhão do Centro de Convenções e fazendo o percurso inverso. No último final de semana do evento (1° e 2/dezembro), a II Febraarte terá horário de funcionamente ampliado, das 10h às 22h, bem como o serviço do transporte gratuito.

http://jc.uol.com.br/tvjornal/2007/11/22/not_139988.php

Tiroteio e mortes em Peixinhos

Polícia
Ocupantes de táxi promovem tiroteiro com um morto e dois feridos

Do JC OnLine

Ocupantes de um táxi promoveram tiroteiro na madrugada da sexta (23), deixando um mortos e dois feridos em Peixinhos, Olinda.

O tiroteio aconteceu na Rua São Sebastião. Alex Cavalcanti da Silva, 32, e Jorge Henrique da Silva, 29, foram atingidos com balas perdidas e levados ao Hospital da Restauração.

Marcelo Salustiano de Santana, 28 anos, também foi socorrido, mas faleceu no hospital. O corpo será encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) ainda nesta manhã.

http://jc.uol.com.br/tvjornal/2007/11/23/not_140036.php

Original Olinda Style


Pernambucanos do Eddie fazem shows no Cinemathèque

O Globo Online

RIO - O grupo pernambucano Eddie leva seu "Original Olinda Style" para o palco do Cinemathèque JamClub, em Botafogo, nesta sexta e no sábado. O grupo estréia na casa com o repertório de seus três discos.
Escute o hit 'Pode me chamar'

A banda vem da histórica cidade de Olinda, um celeiro de bandas e artistas como Alceu Valença, Chico Science & Nação Zumbi e Mundo Livre S/A. Com 15 anos de estrada despontou nacionalmente junto com Movimento Mangue Beat, mas foi além do movimento, misturando rock, reggae, dub, samba e frevo, resultando em uma dançante batida sonora.

No show, canções do primeiro disco, "Sonic Mambo", como "Falta de sol" e "Quando a maré encher" - que ficou conhecida nacionalmente depois de ser cantada por Cássia Eller no Acústico MTV de 2001 -, além dos hits do CD "Original Olinda Style" e do mais recente, "Metropolitano".

EDDIE Cinemathèque JamClub: Rua Voluntários da Pátria 53, Botafogo - 2539-0216. Sex e sáb, às 22h30m. R$ 20. 18 anos.

http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2007/11/23/327284145.asp

Crime da V Etapa de Rio Doce

Rapaz assassinado na 5ª etapa de Rio Doce em Olinda

Do JC OnLine
Com informações da Rádio Jornal

Com profissão ignorada, José Fernando da Silva Monteiro, de 34 anos, foi assassinado a tiros na Rua 7, 5ª etapa de Rio Doce, em Olinda. O crime aconteceu na madrugada deste sábado (24) próximo à residência da vítima, na Rua São Luiz, no mesmo bairro.

Os motivos e autoria do homicídio são desconhecidos. O corpo de José Fernando foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), depois do levantamento realizado por uma equipe do Instituto de Criminalística (IC).

http://jc.uol.com.br/2007/11/24/not_154865.php

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Mercado Eufrásio Barbosa: Arte na Passarela

Moda pernambucana em exposição no Mercado Eufrásio Barbosa

Uma exposição de estilistas pernambucanos marca a presença da moda no Olinda Arte em Toda a Parte. Na quarta edição do Arte na Passarela, ação apoiada pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), cada um dos cinco integrantes criou duas peças inspiradas na obra de Aloísio Magalhães.

O público poderá conferir as obras de Celinha do Cariri, Casa de Passagem, Período Fértil, Nazaré Reis e Rejane Trindade até o dia 2 de dezembro (domingo).


Serviço
Arte na Passarela – Olinda Arte em Toda a Parte
Data: Até o dia 2 de dezembro (domingo)
Local: Mercado Eufrásio Barbosa
Horário: segunda-feira a sexta-feira – 9h às 22h / sábados e domingos – 10h às 21h

http://www.folhape.com.br/

Assaltos na Cidade Tabajara

Os moradores da PE 15, na Cidade Tabajara, em Olinda, pedem socorro ao Governo do Estado pelos seus órgãos encarregados da segurança pública. É necesário policiamento urgente neste bairro, pois aumenta de forma crescente os assaltos praticados por bandidos aos ônibus que param no semafóro em frente à antiga Policia Rodoviaria da PE 15. Nos finais de semana e feriados, constantemente somos abordados por estes marginais que nos roubam e cheiram loló em frente a este órgão e depois saem andando normalmente, fazendo gestos obscenos para os que são roubados. Por favor, governador, interceda por nós!

Marcos Silva - Olinda/PE

http://www.folhape.com.br/