segunda-feira, 21 de julho de 2008

Deu no Blog de Jamildo



Arlindo no lixão (Fotos: Pedro Luiz)

Sítio Novo
Arlindo Siqueira denuncia suposto desvio de verbas no Prometrópole em Olinda

Em campanha, o candidato á prefeitura de Olinda Arlindo Siqueira e seu vice Bebeto estão colocando sob suspeição o programa Prometrópole na cidade, que utiliza verba do Banco Mundial no valor de US$ 84 milhões, nos últimos cinco anos.

Eles reclamam que duzentas e dezesseis famílias vivem em condições subumanas numa favela às margens do Rio Beberibe, em Sítio Novo, e que deveriam ter sido beneficiadas com obras de infra-estrutura do Prometrópole, mas continuam sofrendo com a falta de habitações decentes e de saneamento básico.

Segundo informações da campanha do PTB, com base em dados do presidente do Conselho Comunitário de Sítio Novo e Salgadinho Mário Jorge de Souza, no local onde está a favela já deveria existir um bairro totalmente urbanizado. Ele acusa a atual gestão da Prefeitura de Olinda de ter desviado os recursos.

“Dei entrada em uma ação no Ministério Público solicitando a apuração deste caso, pois o que sabemos é que o dinheiro veio ainda na primeira gestão da Prefeita Luciana Santos, mas não foi aplicado na nossa comunidade”.

Ele disse também que outras dificuldades enfrentadas pela comunidade são o acúmulo do lixo nas ruas e no canal que corta o bairro, a lama empoçada na frente das casas e a falta de segurança no local.

Em nota, Siqueira diz ter ficado indignado com tudo o que viram e afirmou ser inconcebível que uma cidade como Olinda ainda mantenha bolsões de miséria como os que foram vistos na favela visitada por eles.

“Nós vamos complementar os programas sociais do Governo Federal com a criação da Secretaria Municipal da Família com o objetivo de assistir essa camada da população que não recebeu qualquer atenção do atual Governo. Luciana e Renildo não têm condições de vir num lugar desses porque foram omissos ao longo dos últimos oito anos”, afirmou Arlindo.

PROJETO

O Programa de Infra-Estrutura em Áreas de Baixa Renda da Região Metropolitana do Recife (RMR) - PROMETRÓPOLE é coordenado pelo Governo do Estado, através da Agência CONDEPE/FIDEM e executado em parceria com as Prefeituras do Recife e Olinda.

O prazo previsto para a execução do PROMETRÓPOLE é de cinco anos, contados a partir de julho de 2003, quando foi assinado o Acordo de Empréstimo com o Banco Mundial - BIRD, a um custo de US$ 84 milhões, sendo 55% deles referentes ao empréstimo e 45% à contrapartida do Governo do Estado de Pernambuco e das Prefeituras do Recife e de Olinda. O Programa beneficiará um total de 35.000 famílias (cerca de 154.000 pessoas), em 13 localidades pobres da Bacia do Rio Beberibe, abrangendo os Municípios de Recife e Olinda.


http://jc.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2008/07/21/arlindo_siqueira_denuncia_suposto_desvio_de_verbas_no_prometropole_em_olinda_22922.php



.