quarta-feira, 24 de maio de 2017

Vereadores criticam ausência do Governo de PE em audiência sobre Pan-Nordestina

Deu na Folha PE:

Os transtornos na avenida Pan Nordestina/rodovia PE-15, um dos principais corredores viários da Região Metropolitana do Recife, foi motivo de uma audiência pública na Câmara Municipal de Olinda, na manhã desta segunda-feira (22). De acordo com o Legislativo olindense, a discussão por si só já foi um avanço, porém lamentou-se ausência de representantes do Governo do Estado, gestão responsável pela manutenção da via, que corta os municípios de Olinda e Paulista.

"A audiência foi boa. Agora, o Governo do Estado não mandou nenhum representante", lamentou o vereador Vlademir Labanca (PTC), autor da proposição para a audiência pública. "Não sei qual foi qual foi o motivo. Vou reclamar por escrito. Isso é ruim. A sociedade quer uma resposta", complementou.

O parlamentar explicou que enviou convites para sete secretarias e órgãos da gestão estadual, entre eles a Secretaria das Cidades e o Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE), instituições diretamente responsáveis pela manutenção da via e do sistema BRT (Transporte Rápido por Ônibus). "Até o governador recebeu o convite", garantiu Labanca. "O Executivo municipal também se comprometeu a abrir esse diálogo com o DER e a Secretaria das Cidades para ter um acompanhamento mais efetivo", disse.

Labanca ainda afirmou que vai entrar com um pedido de informação para saber quando houve a última manutenção na Pan Nordestina/PE-15. "Podia ser mais uma via de futuro, tanto para Olinda quanto para Paulista, mas existe um desordenamento muito grande. É tudo bagunçado. Vamos ver se até o fim dessa gestão do governador Paulo Câmara o Estado entrega a via completa", projetou.

O presidente da Casa, vereador Jorge Federal (PR) destacou as principais reivindicações dos usuários da Pan Nordestina/PE-15 presentes na reunião na audiência. "A maior reclamação é a falta de iluminação pública e de segurança, as ciclovias obstruídas, o lixo e os [difíceis] acessos às estações do BRT", elencou. "O Governo do Estado deveria ter enviado alguém para responder a essas reclamações", reforçou, engrossando o coro com Labanca.

Procurada pela reportagem, a Secretaria das Cidades (Secid) informou que a audiência não constava em sua agenda local. A Secid ressaltou que "participou de todas as audiências que foi convidada e que mantém um bom relacionamento com a Câmara dos Vereadores de Olinda e com o vereador autor da proposta, Vladimir Labanca". A pasta destacou, ainda, que, por meio do secretário Francisco Papaléo, vai procurar diretamente o vereador para discutir de que forma irá participar e auxiliar no assunto tratado.

Projeto tido como promessa de uma solução definitiva de tráfego entre os municípios de Paulista, Olinda e Recife - encampado por todos os governadores desde meados dos anos 1980, quando a pista única de mão-dupla começou a ser duplicada, a avenida Pan Nordestina/PE-15 está em construção e reforma há 30 anos e parece que não tem data para acabar. Conforme a reportagem pôde constatar em toda a extensão do corredor, além de muito mal cuidado, conta com inúmeros problemas, como trechos da pista danificados, que dificultam a fluidez principalmente do transporte público, e estações de BRT que não saíram do papel.

Insegurança pública, iluminação precária, muita sujeira - especialmente o mato alto, falta de sinalização, passeio público danificado e áreas sem calçada, acessibilidade e nem acostamento são outras reclamações. Isso sem contar o próprio conceito, que ficou defasado para necessidades que finalmente vêm sendo colocadas na ordem do dia, como as ciclovias.

Alguns dos problemas mais críticos e mais comuns são os danos no asfalto da pista exclusiva para ônibus. Em várias saídas de estações do BRT, a maioria no sentido Recife-Paulista, o piso também cedeu. Alguns ônibus trafegam fora da faixa exclusiva junto a outros tipos de veículos.

Nenhum comentário: