quarta-feira, 3 de junho de 2009

Prefeitura dá prazo para resolver problemas da Segunda Perimetral Norte em Olinda


Foto: Reprodução / TV Globo


Motoristas e pedestres continuam sofrendo com buracos na rodovia de Olinda; na tentativa de minimizar os problemas, empresário espalha metralha nos buracos

Da Redação do pe360graus.com

Na Segunda Perimetral Norte, em Olinda, motoristas e pedestres continuam sofrendo com buracos e lamas. Ao que tudo indica os problemas estão longe de ter uma solução. A prefeitura e o Departamento de Estradas de Rodagem continuam jogando a responsabilidade pela manutenção da via de um para o outro.

O DER afirmou que a responsabilidade é da Prefeitura de Olinda. "Não faz parte do nosso sistema rodoviário estadual, ela não é uma PE, é uma via metropolitana que são mantidas por cada prefeitura dentro da sua área de jurisdição", disse diretor executivo do DER, Luciano Mota.

Nesta terça-feira (2), pela primeira vez a Prefeitura de Olinda se manifestou e deu prazos para a resolução do problema. O secretário municipal de Manutenção Urbana, Arnaldo Bastos, disse que nos últimos três meses já despejou cinco caminhões de brita e colocou duas camadas no asfalto.

Arnaldo Bastos afirmou que para resolver o problema da Segunda Perimetral Norte, só um projeto maior. "É um trabalho de negociação primeiro, depois da execução do projeto, para só aí a parte da obra propriamente dita”, disse. O secretário comprometeu, em nome da Prefeitura de Olinda, a acertar com o DER a regularização da via até o final de junho. “Eu dou o final de junho o acerto junto ao DER para a regularização dessa via e o projeto em si. Depois disso podemos conversar para ver em que nível está essa negociação”, disse.

Enquanto a obra não sai, os moradores e empresários da área tentam minimizar como podem os problemas. Perto do aterro de Aguazinha, um dos locais mais críticos, dois homens descarregavam metralha de uma camionete. O veículo era particular, foi contratado por um empresário da região. “A gente está tapando por conta própria, porque o carro não está passando”, disse um dos homens que despejava a metralha.

A operação tapa-buraco particular complicou ainda mais o trânsito, mas a essa altura os motoristas estavam todos revoltados. “Acho que o prefeito e a prefeitura deveria tomar uma providência mais rápido”, disse o motorista Itamar Cardoso.

.

Um comentário:

Renilda disse...

não só o problema dos buracos mas também um semáforo nesta mesma imediação,é neste mesmo trecho onde ocorre o maior número de acidentes devido a quantidades de buracos,gostaria que a prefeitura de olinda pudesse resolver essa questão.